Bicicross, o fim de uma modalidade e de um sonho

O esporte sempre foi uma das atividades que teve destaque em Campos do Jordão.

Grandes esportistas jordanenses já tivemos, quer seja no futebol, basquete, vôlei, futsal, tênis de mesa, mountain bike, downhill, kart indor e outras mais, que ao longo dos anos, muitas delas se destacaram em provas além fronteiras, quer a nível regional, estadual, nacional e internacional e algumas ainda em nossos dias bem representam nossa cidade.

Uma geração de ouro, que deixou o exemplo para a presente e para as que virão, muitas vezes dirigidas por abnegados esportistas, que viam no esporte um caminho para a formação de uma geração dentro dos princípios que devem nortear a nossas crianças e jovens.

Dentre elas destacamos o BMX, uma modalidade Olímpica e Radical, que congregando pilotos desde a tenra idade até a idade adulta, de ambos os sexos, foi a que mais títulos e conquistas ao decorrer dos anos obteve para Campos do Jordão.

Hoje, uma modalidade relegada a um segundo plano prestes a chegar ao seu triste fim em Campos do Jordão, visto que apesar de tudo, não conseguiu conscientizar as autoridades constituídas da necessidade de efetivo apoio e da construção de uma Pista Oficial, bem localizada e com toda a infra estrutura, dentro das normas que regem a modalidade, como ocorre em muitas cidades do Estado de São Paulo e do Brasil, para que nossos pilotos pudessem treinar e assim se prepararem técnica e fisicamente para provas.

Anos atrás já tivemos um número respeitável de pilotos, participando de competições oficiais, hoje, constituída por apenas alguns pilotos veteranos e iniciantes, em um número reduzido, participando de uma ou outra prova.

“Se não tivermos logo uma pista para treinos o Bicicross em Campos do Jordão vai se acabar em nossa cidade e não mais teremos pilotos participantes de provas oficiais”, assim se expressou o já veterano piloto jordanense Rafael dos Santos Oliveira, atual vice líder do Campeonato Paulista, faltando apenas a etapa final e um dos pilotos que há mais de 25 anos pratica esse esporte.

As fotos abaixo registram uma das participações dos nossos pilotos em prova oficial, perfilados durante a abertura de um campeonato.

Pilotos Jordanenses perfilados durante a abertura de um campeonato
Pilotos Jordanenses perfilados durante a abertura de um campeonato.

Hoje, um número reduzido de pilotos está participando de provas, quer regionais, estaduais, nacionais ou internacionais, exemplo disso é a presença de apenas 3 pilotos, que tiveram condições de ir participar neste final de semana da penúltima etapa do Paulista.

São eles: Rafael dos Santos Oliveira, José Alberto Pereira “Feijão” e Eliandro Li, que neste último domingo dia 25 de outubro, em Paulinia-SP, participaram da penúltima etapa do Paulista 2015 e conquistaram o pódio, respectivamente, em Rafael cruizer 30/34 anos 3º colocado,, Feijão cruizer 35/39 anos 4º colocado e Eliandro Li Expert 30/39 anos 5º colocado.

Elliandro "Li"
Elliandro “Li”

Com certeza os atuais pilotos do Bicicross jordanense, esperam que, com a aproximação da campanha eleitoral de 2016, não venham candidatos a cargo do executivo ou legislativo, com conversas vãs de que vão fazer isso e aquilo pela modalidade, com a pretensão de ganhar votos.

Se eleitos, cumpram o dever constitucional de incentivo ao esporte para as crianças, jovens e adultos. Executem!

 

Leia também:

Bicicross de Campos do Jordão 1984 / 2014 – 30 anos de lutas, conquistas e glória

O papel do esporte e da educação na formação do jovem e no combate à criminalidade

This post will expire on Sunday November 1st, 2015 – 7:44pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

COMMENTS

  • Lamentável… descaso… miopia… #desrespeito !

    Após tantos anos do esporte existir em Campos do Jordão, não consigo imaginar nenhuma outra explicação que justifique não haver uma pista na cidade.
    Há público local, fomenta o turismo em baixa temporada, da visibilidade para a cidade… honestamente não entendo.

  • José Gonçalves

    O Bicicross tem sido relegado a um segundo plano.
    Sem apoio, sem pista notamos durante esses últimos anos que o número de pilotos está cada vez menor e não surge uma nova geração.
    Os pilotos ao longos desses últimos 25 anos fizeram a sua parte, eu fiz a minha e alguns poucos colaboradores o fizeram também, porém, não há reconhecimento.
    O sucesso e as conquistas devemos única e exclusivamente a esses abnegados pilotos.
    Se você tem algum comentário a fazer, exponha o seu ponto de vista, com dignidade, respeito, dever e direito que lhe são outorgados como cidadão. Sua manifestação é muito importante, pois, estará fazendo parte de um ponto de vista, que com certeza será útil para a conscientização daqueles que tem o dever de propiciar às crianças, jovens e adutos a oportunidade de lazer e esporte, não só no caso do Bicicross, como também toda e qualquer atividade esportiva.

Leave a Comment