Para lazer ou negócios, Campos do Jordão é o melhor destino

A natureza exuberante com paisagens inigualáveis foi generosa com Campos do Jordão. As montanhas com Araucárias, Pinhos Bravos entre outras espécies típicas da Mantiqueira fazem da cidade um paraíso na terra. O cenário enche os olhos, e o clima característico repleto de ar puro é um convite a estufar os pulmões e oxigenar o cérebro. Com tantas qualidades, não há como negar que a estância é a opção ideal para sair da rotina. Mas a Suíça brasileira tem outra vocação além do lazer.

Sabe qual? Campos do Jordão também é um excelente destino para o turismo de Negócios.

A cidade conta com 246 meios de hospedagem que juntos oferecem mais de 14 mil leitos. Hotéis tradicionais como Toriba, Grande Hotel Campos do Jordão – Senac, Vila Inglesa e Orotour possuem espaços específicos para a realização de congressos, feiras, workshops empresariais, visitas técnicas ou simplesmente reuniões corporativas. Somente em 2015, o turismo de negócios injetou na economia da cidade cerca de R$ 44 milhões de reais. “No Brasil, no mesmo ano, foram gerados R$ 13 bilhões de reais, prova de que ainda tem bastante mercado para conquistar”, afirma André Barbedo, Secretário de Turismo de Campos do Jordão.

Em média a estância recebe cerca de 20 eventos por ano. O auge foi em 2015, quando houve 26. Já 2019 deve terminar com 20 congressos e convenções acima de 200 participantes. O da Associação Paulista de Municípios deve reunir entre 15 e 19 de outubro aproximadamente 3 mil pessoas. “Isso é ótimo para fomentar o turismo, principalmente no meio da semana, quando a tarifa da rede hoteleira é mais baixa”, ressalta André Barbedo. “Como as empresas já fecham com a hospedagem, os congressistas gastam com restaurantes, lojas, presentes e movimentam a economia da cidade”, comemora o Secretário de Turismo.

Um centro de convenções à altura de Campos do Jordão

Ele tem 7.200 metros quadrados de área construída distribuídos em dois pavimentos. No piso térreo existem 10 salas e dois auditórios com capacidade para 700 pessoas. Há também vários ambientes para pequenos encontros e reuniões, salas vips, de networking e um salão central de 1.500 metros quadrados onde é possível montar estandes, organizar banquetes e até mesmo shows. No subsolo fica o estacionamento, mas que também pode ser configurado para receber feiras ou qualquer outro tipo de evento. Assim é o Campos do Jordão Convention Center, o maior centro de convenções da estância.

O prédio localizado em Vila Capivari pertence ao Grupo Dória. A inauguração aconteceu em 2001 para abrigar o shopping Market Plaza, centro de compras sazonal que há mais de 20 anos sobe a serra durante a temporada de inverno. Nas demais estações, o local recebe solenidades dos mais variados segmentos. “Somente em 2015, cerca de 30 eventos foram realizados aqui”, lembra Luiz Padovan, diretor do Campos do Jordão Convention Center. “Troxemos mais de 45 mil participantes e a taxa de ocupação nos hotéis chegou a 40%. Isso significa quase três meses de lotação da rede hoteleira”.

O roteiro gastronômico também faturou alto. Segundo Luiz Padovan, somente nos restaurantes foram servidas 205 mil refeições, fato que prova a capacidade do município para receber com excelência o turista de negócios. A infraestrutura do Campos do Jordão Convention Center reforça a vocação da cidade para este segmento. O imóvel é climatizado. Há sistemas de refrigeração e também de calefação que se adequam de acordo com o clima e a época do ano. O mobiliário próprio, como mesas, cadeiras e palcos, também são oferecidos aos locatários. “Temos ainda uma subestação de energia dentro do prédio, além dos equipamentos de segurança, prevenção e combate a incêndios”, ressalta o diretor. “Tudo isso associado ao clima diferenciado torna a cidade propícia para encontros de negócios”.

O “cupido” entre os eventos e Campos do Jordão

A infraestrutura de ponta e o melhor clima do mundo – segundo o Congresso de Climatologia de Paris, realizado em 1957 – tornam Campos do Jordão apaixonante para o turismo de negócios. O diferencial está na possibilidade de os participantes, nos momentos de folga, ainda poderem usufruir das belezas naturais e sabores típicos da montanha. E para que esse casamento entre o trabalho e o lazer ocorra, o Convention & Visitors Bureau faz o papel de “cupido”. A entidade é responsável por aproximar os eventos do que a cidade tem de melhor a oferecer.

“Nós cuidamos do relacionamento entre a cidade e os realizadores. Ajudamos a emitir as licenças necessárias e também apresentamos as tabelas de preços dos hotéis e comerciantes associados”, explica Eduardo Simões, gestor executivo do Convention & Visitors Bureau. Segundo ele, dentro dos eventos é montada a Mesa da Hospitalidade, uma espécie de balcão com a lista de restaurantes e hotéis que oferecem preços especiais aos participantes. Há ainda uma exposição de produtos típicos da Mantiqueira, como artesanato e chocolate caseiro. Até três associados do Convention & Visitours Bureau podem participar desta exposição.

A entidade também ajuda a definir preços com as redes gastronômica e hoteleira da cidade. “O Convention apresenta aos proprietários dos hotéis e pousadas o padrão do evento com número de participantes e o perfil do público. Nos restaurantes incentivamos preços especiais a quem apresentar o crachá. O valor mínimo é de R$ 65 reais para a entrada, o prato principal e a sobremesa”. A rede hoteleira é dividida em quatro níveis: simples, confortável, luxo e superluxo. O realizador escolhe o padrão das acomodações e o Convention & Visitors Bureau vai a campo intermediar a negociação. “Os empresários perceberam que é preciso ser competitivo para atrair mais eventos”.

Eduardo Simões também destacou que as grandes convenções estão diminuindo de tamanho. Segundo ele é um movimento de mercado, afinal, com a tecnologia é possível reunir profissionais de vários segmentos por videoconferência. “Grandes eventos presenciais, agora, são diluídos ao longo do ano em várias edições menores, o que ajuda a quebrar a sazonalidade”. Outra vantagem dessa nova tendência é que a infraestrutura de Campos do Jordão não fica sobrecarregada e a cidade consegue atender com mais qualidade seus visitantes.

Por essas razões, mesmo a trabalho é possível usufruir dos prazeres que a montanha magnífica oferece.

Quando você vier a Campos do Jordão participar de feiras, congressos ou convenções traga a sua família! Certamente os dias na estância serão muito mais agradáveis.

This post will expire on Tuesday September 24th, 2019 – 3:39pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Jornalista. Um incansável contador de histórias!