Petição pede o fim de exploração animal em Campos do Jordão. Vídeo mostra cavalo puxando charrete com 6 pessoas sob a chuva.

Circula há alguns dias na Internet uma petição Contra a exploração de cavalos em charretes e passeios em Campos do Jordão.

Clique para ver o vídeo na rede social.
Clique para ver o vídeo na rede social

Uma atividade tradicionalmente oferecida a turistas em Campos do Jordão são os passeios em charretes, mas não é difícil flagra o desrespeito com os animais.

Um vídeo foi postado por um internauta numa rede social no último dia 3 de janeiro mostra um cavalo puxando, em baixo de chuva, uma charrete com seis passageiros. “Indignação, revolta, vergonha, sentimento de piedade, tudo isso” foi o que segundo Marcio Toledo o motivou a postar o vídeo e denunciar a exploração “Meu sangue ferve quando vejo maus tratos, fico malucoconcluiu indignado o munícipe que faz questão de dizer que não é candidato a nada e que a atitude foi movida somente pelo seu amor aos animais.

As charretes anteriormente ficavam disponíveis em Vila Capivari, atualmente são alugadas no Centro de Turismo Equestre localizado no bairro Véu da Noiva.

 

“Nada que não seja a proibição da atividade vai calar a gente. O que vier que não seja isso não serve. Não estou a procura de voto, quero justiça e liberdade pra eles.”

Disse Marcio Toledo, cidadão revoltado com maus tratos de animais em Campos do Jordão.

Dias depois foi a vez de uma turista denunciar também na rede social, que em seu bairro um cavalo estava abandonado para morrer. Após a denúncia o animal foi resgatado por voluntários e funcionários da Secretaria de Zoonoses mas veio a morrer dias depois. O proprietário não foi identificado.

Assine a petição que será encaminhada para Câmara dos Vereadores e para Prefeito Municipal clicando aqui AQUI.

Leia Também: Campos do Jordão terá almoço beneficente em pról de causa animal.

 

This post will expire on Wednesday January 20th, 2016 – 3:13pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.