Piloto de Campos do Jordão, cinco vezes Campeão Brasileiro, é homenageado em evento internacional no Rio de Janeiro

Diploma foi entregue quarta feira, dia 29 de março, durante o IBAS – Internacional Brazilian Air Show.

A Associação Brasileira de Acrobacia Aérea, juntamente com a Confederação Brasileira de Aerodesporto quarta feira dia 29 de março, durante o evento denominado IBAS – Internacional Brazilian Air Show, realizado no Galeão – Rio de Janeiro, outorgou ao piloto Luiz Guilherme Richiéri, Diploma de Reconhecimento por sua precose e vasta experiência acrobática, cinco vezes Campeão Brasileiro e fomentador da atividade, formando e coordenando o Time Brasil de Acrobacia, que para orgulho de todos nós jordanenses é natural de Campos do Jordão, filho do Dr. Luiz Cesário Richiéri e de Dora Lygia Richiéri.

Richiéri foi Comandante do Boeing 767 da então Varig em linhas internacionais, tem experiência de vôo de causar inveja em qualquer admirador da aviação comercial, já tendo voado os Boeing 707, 727 e 737 e sido um dos comandantes mais novos, aos 25 anos, dos lendários Lockheed, da Ponte Aérea, mas, sua paixão pelo vôo, entretanto, não poderia ficar satisfeita apenas dentro dos rígidos procedimentos da aviação comercial e assim foi atraído para a acrobacia aérea, onde começou em 1988.

Passou a voar acrobacia de competição em 1993, participando desde então de todas as etapas dos campeonatos brasileiros realizados a partir dessa data e não precisou de muito tempo para acumular premiações – a primeira já no ano seguinte, como campeão da categoria Sportsman.

Além disso, participou também de competições internacionais, destacando-se na mais importante do calendário norte-americano, que é o Fond du La, tendo sido um dos integrantes da equipe brasileira na categoria Unlimited, que é a mais difícil, dada a complexidade das manobras, que participou do Campeonato Mundial em Oklahoma City ( EUA), em 1996, e novamente em 1998, na Eslováquia, onde foi o brasileiro melhor classificado.
Em suas apresentações em shows e eventos aeronáuticos, toda essa perícia, consagrada nos circuitos de competições, pode ser conferida pelo grande público, enquanto Richiéri literalmente faz o que quer nos comandos de seu avião, um Sukhoi Su-31, modelo de fabricação russa, da família supercharged de nove cilindros Vedeneyev M-14P, de 360 HP, o Su-32 é capaz de rolar 420º em apenas um segundo, além disso resistência estrutural chega a inacreditáveis 23 G.

Luiz Guilherme Richiéri, que algumas vezes já foi visto, em tempos passados, voando baixo nos ares jordanenses, sobre a casa de seus pais, pelas conquistas e feitos gloriosos relatados, merece figurar nos anais da história dos Momentos de Glória do Nosso Esporte.

( Fonte: Cláudio Lucchesi – matéria publicada na revista Flap Internacional número 340, com a manchete intitulada “ É hora do show” )

This post will expire on Sunday April 9th, 2017 – 8:45pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!