Restaurante de Campos do Jordão vence etapa regional do maior evento gastronômico do Brasil

O Restaurante Dona Chica de Campos do Jordão, venceu a etapa regional do maior evento gastronômico do Brasil: Sabor de São Paulo e estará representando o Vale do Paraíba, a Serra da Mantiqueira e Campos do Jordão neste que é o maior evento gastronômico do Brasil em novembro no Memorial da America Latina.

Visitantes são levados a uma experiência rica em sabores, conceitos sobre sustentabilidade e resgate da memória afetiva através da gastronomia

Imagine o prazer e o frescor de almoçar em um local instalado em meio às milhares de araucárias do Parque Estadual Campos do Jordão… Imagine, agora, um restaurante todo margeado por hortênsias onde os únicos ruídos provêm de um rio e do canto de dezenas de pássaros. Sobre a mesa, um cardápio cuidadosamente elaborado e focado na gastronomia de resgate. E, para completar, o compromisso de colaborar com a sustentabilidade do planeta. Esse é o Dona Chica!

28795147_1158728294262872_5617376609492225829_n

Inaugurado em dezembro de 2013, o Dona Chica – homenagem às mães, avós, tias e sogras que marcaram lembranças com pratos simples, mas inesquecíveis – foi construído a partir de um projeto arquitetônico que primou pelo conceito rústico e
sustentável. E não poderia ser diferente; a coerência é um dos valores do empreendimento. O restaurante rejeita produtos industrializados e prestigia produtos da Serra da Mantiqueira.

28468133_1158728327596202_5289081564282419155_nCravado em plena Serra da Mantiqueira, no Dona Chica não há sinal de WIFI. Logo ao chegar e atravessar uma ponte sobre o rio Galharada, o cliente se depara com uma simpática placa avisando que por ali não há conexão com a internet… porque o desafio é conectar as pessoas apenas com os sabores, pessoas e, sobretudo, com a natureza. Quem for lá vai encontrar um lounge composto por pallets, sofás, redes e almofadas cuidadosamente espalhadas sobre a grama; uma forma graciosa de promover o ócio. Livros estão disponibilizados para quem busca preencher a alma. Neste espaço há também um bar onde são oferecidas drinks coloridos e divertidos.

Famílias com crianças também são muito bem-vindas. Uma brinquedoteca, criada apenas com materiais sustentáveis, foi construída do lado oposto ao lounge, e é um convite às sensações. Todas as possibilidades de diversão foram pensadas para que
pais e filhos interajam. Não é raro presenciar a cena de uma mãe mostrando a filha como se joga amarelinha ou um pai brincando de perna de pau ou gangorra com o filho. Nesse espaço também estão dispostas redes para o descanso das crianças, livros infantis e uma pequena horta. A brinquedoteca oferece ainda contação de histórias.

O salão principal, onde são servidas as refeições, é coberto. Nas mesas são usados jogos americanos, ao invés de toalhas, como forma de diminuir o consumo de água e esgoto. Além disso, dá-se preferência por utensílios mais resistentes como as travessas
de ágata e pratos de vidro semi-temperado (que por ventura vierem a lascar, não são descartados e sim lixados, sem oferecer risco algum aos clientes).

O Dona Chica conta ainda com um charmoso empório onde são vendidos alguns produtos exclusivamente da Serra da Mantiqueira e que são servidos no restaurante como geleia, azeite, licor, queijos finos, mel, cogumelos, vários tipos de arroz e uma grande variedade de cervejas artesanais.

O Chef Anderson

Anderson Oliveira, chef e proprietário do restaurante, nasceu em Campos do Jordão. É formado em hotelaria pelo SENAC e fez gestão de negócios de serviços alimentícios e gestão empresarial na FGV. Iniciou a vida profissional como garçom na
própria cidade natal mas, inquieto, sempre procurou se aperfeiçoar para levar à mesa de seus clientes mais do que simples refeições.

Aos poucos Anderson foi trilhando sua carreira. Foi gerente de alimentos e bebidas do Sheraton Curitiba, onde ficou durante cinco anos e depois voltou a Campos como gerente geral do hotel Villa Inglesa e Serra da Estrela até montar seu próprio
estabelecimento. É professor do Centro Universitário Senac Campos do Jordão e também foi professor do Centro Europeu em Curitiba durante o período em que residiu na capital paranaense.

Para o chef, a ideia de ter um restaurante dentro de uma reserva ambiental é uma forma de educação, ativação da agricultura familiar e encadeamento produtivo. A criação do cardápio sempre leva em consideração os produtos regionais para fortalecer a
economia local. Existe ainda uma grande preocupação com o conceito de sustentabilidade na gastronomia e tem-se dado uma correta destinação para o tratamento dos efluentes do restaurante, reciclagem do lixo inorgânico e óleo de cozinha. Outro diferencial é que é usado apenas detergente 100% vegetal que reduz o enxague em até seis vezes.

This post will expire on Tuesday May 15th, 2018 – 12:40am.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.