O ancião e a árvore.

Um homem, já bastante idoso, estava plantando uma árvore. Passou o jardineiro e, vendo-o, gracejou com ele:

– Como é, pretende viver ainda mais um século?

– Não, respondeu-lhe o ancião, só a falta de respeito aos velhos é que dura tanto. Se planto uma árvore, planto-a para os outros, para os filhos, para os netos. Longas horas de calma e de repouso, de fartura e de alegria tive eu, sob árvores que não plantei; que me custa agora ser reconhecido e concorrer para que os outros se beneficiem?

Grande parte do bem que hoje temos devemos aos nossos antepassados.

Se os nossos avôs e novos pais não tivessem trabalho, não teríamos os bens que agora temos?. Por que não pensar também no futuro?

 

FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Contador, empreendedor e Rotariano

Leave a Comment