Bem Estar: Cuidados com a alimentação na terceira idade

No início do mês foi comemorado o Dia Mundial do Idoso, faixa etária que já representa 20 milhões da população no Brasil¹. A partir dos 65 anos, homens e mulheres precisam tomar alguns cuidados para evitar problemas com a má digestão. Nessa idade, os órgãos passam a funcionar em um ritmo mais lento e, apesar de vermos muitos idosos ativos, o que é um fator positivo, não significa que devem deixar de lado os cuidados básicos entre uma refeição e outra.

“O processo da digestão não muda de acordo com a idade. O que acontece, no caso do idoso, é a lentidão na captação dos nutrientes ingeridos. Isso acontece porque, da mesma forma que a nossa pele, os órgãos também envelhecem. Outro fator que pode contribuir para uma digestão mais lenta é o excesso de medicamentos utilizados para outras patologias. Além disso, durante a terceira idade, pode-se apresentar baixa produção dos sucos e ácidos gástricos, também contribuindo para uma digestão mais demorada”, explica a nutricionista especialista em fitoterapia, Vanderlí Marchiori.

Apesar disso, há algumas medidas que podem facilitar o processo digestivo. Segundo a nutricionista, sucos ácidos pela manhã e antes das refeições podem ser ótimas opções. Também há algumas plantas, como a espinheira santa, erva doce e o boldo, que ajudam a evitar desconfortos estomacais.

Além da lentidão, determinados alimentos em excesso podem ser muito prejudiciais à digestão do idoso. “A terceira idade deve evitar gorduras vindas das carnes, cremes de leite e receitas ricas em açúcar. Esses alimentos aumentam a formação de gases, além de atrapalharem o processo de absorção de nutrientes que são importantes para o bom funcionamento do corpo, como vitaminas e minerais”, afirma a Dra. Vanderlí.

Em caso de exageros em comemorações ou afins e o consequente surgimento de problemas como enjoo, má digestão e sensação de ‘embrulho no estômago’, a nutricionista aconselha o uso de medicamentos fitoterápicos, chás digestivos e alimentação rica em fibras.

“O mais importante é o idoso não deixar de curtir bons momentos. Esta fase pode ser vivida com saúde e felicidade. O que muda são apenas alguns cuidados especiais. Pode-se optar, eventualmente, por pratos mais ‘pesados’, mas não se esquecer de algumas regras. No caso da digestão, eles podem abusar de frutas como abacaxi, que contribuem no processo digestivo, saladas, água e farelo de aveia”, finaliza a Dra. Vanderlí. Com essas dicas, o idoso estará pronto para curtir uma das melhores fases da vida.

Compartilhe!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Editor e colunista do site

Leave a Comment