Restaurante inova com fondue caipira com base de queijo da canastra servido em trempe

image

Queijo, carne e chocolate. Esses são os tradicionais sa­­bores conhecidos por aqueles que apreciam jogar uma boa conversa fora ao redor de uma panela de fondue em Campos do Jordão, interior de São Paulo. Entretanto, ingredientes de primeira qualidade e jeitos diferentes de servir o prato prometem chamar a atenção e conquistar o paladar desse público, que sempre aumenta nos dias de frio.

A Fondue, especialidade suíça, tornou-se tão comum no inverno de Campos, que até parece uma receita típica da cidade. E o segredo para cair no gosto de tanta gente é um só. “Além de usar ingredientes de qualidade, reinventar é a palavra de ordem, por isso, trazemos com exclusividade para a cidade um novo jeito de servir fondue com novas combinações”, alegra-se Mario Celso, chef de cozinha do Garimpos de Nossa Terra, um dos restaurantes do Grupo Moura Magalhães.

Fundado em Abril de 2016, o restaurante Garimpos, tem como ponto forte oferecer releituras de tradicionais pratos da culinária brasileira. “Com muita criatividade, o cardápio além de saboroso, tem no nome dos pratos a caracterização de regiões brasileiras, como por exemplo, o “terra da garoa”, que é picanha, fritas, farofa e arroz com ovo mexido”, conta Mario.

Para caracterizar ainda mais o restaurante com pratos regionais, o chef elaborou a fondue caipira, uma nova receita com base no queijo da Serra da Canastra, região produtora de Minas Gerais com origem e qualidade certificadas. “Na releitura da nossa nova fondue vamos utilizar um queijo artesanal que é referência no Brasil e iremos servi-la com diferentes combinações, como iscas de filet mignon, linguicinha artesanal e mandioca frita. O prato também acompanhará geleia de goiabada e patê de alho. Uma verdadeira explosão de sabores”, entusiasma-se.

Mario Celso ainda complementa. “A fondue virá em um caldeirão de ferro suspenso pela trempe, umas das primeiras formas de cozinhar na antiguidade”.

Para ele, cozinhar e servir em panela de ferro é um charme. O utensílio embeleza o ambiente, vai tranquilo em cima da mesa e ainda torna os alimentos mais gostosos. “Tudo que se prepara na panela de ferro fica mais saboroso. Isso se deve à condução homogênea do calor, que se dá não apenas na base, mas também nas laterais da panela. A temperatura dos alimentos fica mais concentrada e se mantém por muito mais tempo”, explica.

Quem comer a fondue servida na trempe sentirá além da viagem ao tempo, uma combinação de sabores inesquecível.

Sobre o Garimpos de Nossa Terra

image

Mais um restaurante do Grupo Moura Magalhães, fazendo parte do complexo que reúne os tradicionais restaurantes Ludwig e o Davos Maison Suisse, e o mais renomado buffet de Campos do Jordão, o Gourmet.

image

O cardápio do Garimpos de Nossa Terra possui alguns dos mais tradicionais pratos da culinária brasileira em uma releitura surpreendente.

A casa ainda oferece a fondue de uma forma diferenciada, além de diversas cachaças, caipirinhas, delícias regionais e no menu de sobremesa, uma explosão de sabores, tudo preparado com muito carinho pelo chef Mario Celso e a sub-chef Valdirene Rodrigues.

Sobre o Grupo Moura Magalhães

Foi na Serra da Mantiqueira, em Campos do Jordão, a principal estância climática do país, que o Grupo Moura Magalhães começou a sua história. Uma trajetória de sucessos destacada na imprensa por especialistas renomados. O charme desta maravilhosa cidade conhecida como a suíça brasileira, seu clima, arquitetura e elegância de seus frequentadores foram determinantes para receber os empreendimentos do Grupo Moura Magalhães.

Este público seleto e exigente, conhecedor das melhores gastronomias do mundo, logo reconheceu os diferenciais do grupo, pelo requinte, excelência dos produtos e serviços, atendimento impecável, e o cardápio preparado, qualidades pouco encontradas nos restaurantes da serra.

Sua história teve em início em abril de 1991 com a implantação da lanchonete Hot & Cold, que fez muito sucesso e se manteve até um passado recente, com outros proprietários.

Em 1994 um novo e próspero negócio era iniciado, a Freehand, que realizou eventos de grandes empresas, 13 Festivais de Fondue e 12 Festivais de Truta. Também divulgou a cidade e seus eventos na Revista Newsletter Campos do Jordão, por muitos anos.

Em dezembro de 1999 com a abertura do Ludwig Restaurant, que alcançou destaque imediato, o Grupo seguiu consolidando seu alto padrão e qualidade gastronômica ímpares, além de organizar e realizar eventos como poucos.

Em outubro de 2008 adquiriu o tradicional Restaurante Davos, em funcionamento desde 1985. Desde o início o Davos marcou-se pelo arrojo de implantar a gastronomia de montanha com forte influência da gastronomia francesa, aspecto que foi mantido pelos proprietários e elevado aos mesmos padrões do Ludwig Restaurant.

Em janeiro de 2009 começou a operar uma nova empresa denominada Gourmet Campos do Jordão, especializada em festas e Eventos corporativos, sempre com o alto padrão de qualidade já característico de todas as empresas do Grupo Moura Magalhães. A Gourmet opera ainda assumindo cafés da manhã em hotéis e pousadas de Campos do Jordão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.