100 horas em Campos do Jordão! O que fazer?

Uma prolongada num final de semana em Campos do Jordão

Ainda na estrada, basta começar a subir a serra para o clima inigualável da montanha marcar presença! A cada quilômetro em direção à estância, o ar fica mais puro numa progressiva boas-vindas da natureza! Ao cruzar o portal, todos querem logo conhecer o agitado bairro de Capivari. E realmente o lugar é lindo, repleto de construções com arquitetura típica europeia e cercado de bares e de excelentes restaurantes.

Mas que tal uma experiência diferente? Nas próximas linhas vamos mostrar como é possível sair fora da caixa, claro, sem abrir mão do badalado centrinho turístico. Se a sua viagem estiver reservada para um fim de semana em Campos do Jordão, convidamos a estendê-la em mais um dia e passar 100 horas conhecendo no topo da Serra da Mantiqueira.

Faça do check-in o início do passeio

A rede hoteleira de Campos do Jordão é uma das melhores do país. São cerca de 14 mil leitos distribuídos em mais de duzentos hotéis e pousadas que proporcionam ótimo conforto, independentemente do padrão escolhido. Por isso, assim que você deixar as malas no quarto, olhe ao redor! Como é de praxe, o check-in é feito após o meio dia. Então, aproveite a tarde de sexta-feira para descansar da viagem no próprio local de hospedagem. A maioria oferece ótimas experiências, principalmente em contato com a natureza.

 

No hotel Toriba, por exemplo, existe um jardim de 60 mil metros quadrados com diversas espécies de árvores e plantas. Agora que é primavera o espaço está multicolorido com o desabrochar das flores. É o ambiente perfeito para relaxar após horas na estrada. E para concluir, a sugestão é saborear o tradicional Chá da Tarde londrino testemunhando o indescritível pôr do sol.

Hotel Toriba Campos do Jordão - um final de semana é pouco!
Toriba – Um dos mais tradicionais hotéis de Campos do Jordão

 

O hotel Vila Inglesa é outro também cercado de belíssimas paisagens. O prédio no estilo enxaimel foi erguido harmoniosamente entre Araucárias. No Bar da Torre, as janelas são como vitrines para o jardim, uma obra prima da natureza lapidada pelas mãos do homem. É o lugar perfeito para saborear porções e cervejas artesanais enquanto a luz natural vai diminuindo gradativamente com o cair da tarde. Vale lembrar que tanto o Vila Inglesa quanto o Toriba são hotéis abertos para visitação. Ou seja, você não precisar ser hóspede para usufruir das belezas naturais que ambos oferecem.

Estiloso Hotel Vila Inglesa em Campos do Jordão

 

A primeira noite no topo da Mantiqueira!

Depois de passar a tarde descansando da viagem no hotel, a dica é sair à noite para experimentar a famosa gastronomia jordanense. E como primeira parada sugiro o Sans Souci, em vila Jaguaribe, um bistrô que funciona no mesmo ambiente de uma loja de roupas, a Maison Geneve. No início era apenas um café criado exclusivamente para acalmar os maridos enquanto as esposas faziam compras. A ideia deu tão certo que também foi montado o restaurante.

Com uma cozinha autoral, o Sans Souci valoriza os produtos da Mantiqueira.

Com uma cozinha autoral, o Sans Souci valoriza os produtos da Mantiqueira. No menu estão 18 pratos criados no conceito Slow Food, com ingredientes sempre frescos. O queijo de cabra, por exemplo, é produzido em Santo Antônio do Pinhal, cidade vizinha de Campos do Jordão. A sugestão para seu primeiro jantar na montanha é a truta grelhada com molho de laranja e purê de batata doce, uma ótima pedida para duas pessoas.

Depois de saborear o peixe típico da região, aproveite o clima agradável das noites de primavera para visitar o centrinho de Capivari. Agora sim é a hora ideal de caminhar entre as plantas iluminadas com lâmpadas de led que decoram o calçadão. Com temperaturas entre 12 e 15 graus, nem é preciso usar roupas pesadas. Basta uma blusa de meia estação para curtir o badalado bairro turístico, que fora da temporada fica mais intimista, ótimo para um passeio a dois.

Sábado de aventura e relaxamento

Para aproveitar ao máximo sua viagem, que tal acordar cedo e participar de uma expedição pela serra da Mantiqueira? Há um ano o programa Aventoriba proporciona aos turistas a experiência de manter contato com a natureza em cenários paradisíacos. Com 10 anos de experiência, Júnior Warne é o guia de montanha que conduz os participantes pelo complexo do Baú, e em trilhas dentro do Horto Florestal. São oito roteiros, todos estão catalogados. Os passeios ocorrem no ritmo do grupo, sem pressa, com muita segurança. Cada expedição dura, em média, de duas a quatro horas e os preços variam de R$ 120 reais, a R$ 220 reais. No valor estão incluídos o transporte ida e volta até a trilha, os guias, o material de apoio e também o almoço. Sim! No final sempre tem um banquete em restaurantes parceiros.

Depois de horas de caminhada, nada melhor que uma massagem relaxante no spa L´Occitane, localizado no Hotel Toriba. A marca francesa dispõe de quatro salas com capacidade para até seis atendimentos por hora. A equipe é formada por cinco profissionais de diversas especialidades como fisioterapeutas, enfermeiros e massoterapeutas. O espaço oferece seis tratamentos faciais que hidratam, nutrem, revigoram, iluminam e embelezam a pele.

Existem também dez tipos de massagens de 50 a 80 minutos de duração. Uma delas, inclusive, é excelente para as futuras mamães a partir do terceiro mês de gravidez porque trabalha as costas e as pernas. Há ainda o chamado Spa Day, que consiste em um programa personalizado com 300 minutos de relaxamento, revitalização, desintoxicação e hidratação. De segunda a quinta-feira são oferecidos dois combos que incluem massagem e almoço ou o chá da tarde.

Um dos destaques é a banheira feita de pedra, toda esculpida na rocha, uma verdadeira obra de arte. “Nosso foco aqui não é perder peso porque o spa é voltado ao bem estar das pessoas”, ressalta Andréia Pires, gerente do L’Occitane. Para concluir o sábado, sugiro provar a autêntica fondue no Toribinha, eleito por revistas especializadas como o melhor lugar na Montanha para degustar o típico prato suíço. E para acompanhar, o restaurante conta com uma das mais completas e selecionadas cartas de vinhos da estância. Vale a pena conferir!

Domingo cultural na “Capital da Mantiqueira”

Depois de tanta aventura, domingo é dia de desacelerar. Por isso, a recomendação é aproveitar a preguiça dominical para um programa mais light. Visitar a Casa da Xilogravura, em Jaguaribe, é uma excelente opção pela manhã. Trata-se de um museu particular inaugurado há 32 anos. Nele existem inúmeras coleções de gravuras impressas com matrizes de madeira sobre papel e outras superfícies. Obras de mais de mil artistas estão no acervo. Parte delas ficam expostas em 30 salas abertas ao público. Há ainda um ateliê xilográfico, oficina tipográfica e biblioteca especializada sobre esse tipo de arte.

Mas as atrações começam antes mesmo de entrar no prédio. No jardim da Casa da Xilogravura, há uma monumento de concreto com a imagem de um cachorro. Na verdade trata-se da lápide do Chiquinho, o cãozinho que viajou para a Europa com o seu dono, o professor Antônio Costella, que mais tarde lançou um livro em que o bichinho narra os lugares que conheceu. A visitação vai de quinta a segunda, das 9h às 12 e das 14h às 17h.

Domingo à tarde o passeio cultural continua no museu Felícia Leirner, um jardim de esculturas no quintal do Auditório Cláudio Santoro. São 85 estátuas expostas a céu aberto feitas em bronze e cimento branco. Com formas abstratas retratam o homem, a mulher e figuras lúdicas.

O percurso tem cerca de 900 metros de extensão, sendo 300 deles acessíveis a cadeirantes. No alto do mirante há uma vista indescritível para a serra da Mantiqueira e a Pedra do Baú. Existem monitores que acompanham os visitantes, caso sejam solicitados. O museu fica aberto das 09h às 18h. Idosos e estudantes pagam meia entrada.

Segunda-feira com mais natureza.

Depois de um fim de semana intenso, é hora de arrumar as malas e voltar para casa. Mas antes de fazer o check-out, separamos uma dica imperdível para você se despedir da Mantiqueira bem pertinho da natureza. Não há mau humor de segunda-feira que resista à paisagem de Campos do Jordão! No caminho do horto florestal existe um circuito exclusivo para quem gosta de pedalar. No Zoom Bike Park há 19 trilhas de mountain bike com diferentes graus de dificuldade.

Os percursos totalizam 46 quilômetros de subidas e descidas em campos de altitude e florestas de Araucárias. Os caminhos são demarcados e sustentáveis, ou seja, sem nenhum impacto ao meio ambiente. Há ainda pontos de hidratação natural e bicicletas para alugar. O Zoom Bike Park abre das 9h às 17 horas e a entrada pode ser comprada pela internet.

Ufa! 100 horas passaram rapidinho, não é mesmo? Mas Campos do Jordão possui muito mais atrações que não cabem em quatro dias. Programe-se e venha desfrutar das belezas e encantos que a estância tem para lhe oferecer!

Leia também: Airbnb: Conheça 5 acomodações na serra da Mantiqueira que vão muito além da hospedagem

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Jornalista. Um incansável contador de histórias!