Campos do Jordão terá programa gratuito para mulheres empreendedoras. Lançamento será em breve!

Contribuir com mulheres em condições de vulnerabilidade a promover o empoderamento para que sejam donas de seu próprio negócio.

Esse é o objetivo do Programa “1000 mulheres: Construindo Negócios de Impacto Social” que será lançado em Campos do Jordão no próximo dia 24 através de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Campos do Jordão, SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e o CMDM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Suzana Reis do CMDM - Conselho Municipal dos Direitos da Mulher
Suzana Reis do CMDM – Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Para Suzana Reis, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher a iniciativa é uma oportunidade para que mulheres saiam da situação de vulnerabilidade em que se encontram.

 

“A vulnerabilidade feminina vai muito além da violência física” diz Suzana Reis, conselheira que pretende atingir mulheres nos mais diversos grupos de vulnerabilidade.

Lançamento do programa em Campos do Jordão será em breve

O lançamento do programa na cidade será realizado em breve na Câmara Municipal “Todas as mulheres interessadas em participar do programa já podem fazer sua inscrição e para isso basta levar RG e endereço no dia do lançamento” completa Suzana.

O que o programa mil mulheres disponibiliza?

Serão disponibilizadas 25 horas de capacitação para os primeiros passos no empreendedorismo – nos temas gestão, empreendedorismo, empoderamento feminino e negócios de impacto social.

Mais informações podem ser obtidas na Casa dos Conselhos Municipais localizada na rua Brigadeiro Jordão, 360 em Abernéssia (atrás das casas Pernambucanas) ou no Posto SEBRAE AQUI, localizado no antigo prédio da Telefônica em Vila Abernessia.

Apoiam apoiadores do 1000 Mulheres em Campos do Jordão a Câmara Municipal de vereadores, a Guarda Civil Municipal, o COMAD – Conselho Municipal Anti-Drogas, Associações de moradores de bairro, entidades religiosas e entidades do terceiro setor de um modo geral.

O Programa 1000 Mulheres é uma iniciativa inédita do Sebrae São Paulo. A meta para 2020 é sensibilizar 100 mil mulheres em todo o Estado.

Estão envolvidos neste projeto diversas lideranças comunitárias que se incumbiram de mobilizar e encorajar as mulheres dos diversos grupos em situação de vulnerabilidade social a participarem do programa: mulheres em situação de rua, idosas, imigrantes, indígenas, negras, pessoas com deficiência (físico e mental), reeducandas (em situação de reclusão), refugiadas, transgêneros e vítimas de violência.

As mulheres dos grupos iniciantes identificadas com perfil empreendedor e que tenham interesse em negócios que gerem impactos social participarão da segunda fase do projeto, que será realizada em parceria com instituições privadas que investem na inclusão social. Nesta etapa, elas passarão por uma fase de aceleração, elaboração de projeto e apresentação de suas ideias em um evento que será realizado no fim do ano.

O objetivo do programa é apresentar a essas mulheres o empreendedorismo como opção de geração de trabalho e renda e transformar a vida daquelas que desejam ser protagonistas de sua própria história. “O programa consolida o importante apoio que o Sebrae já vem dando a essas empreendedoras, mas agora com foco mais direcionado para a inclusão, com um objetivo importante de transformar a vida dessa mulher por meio do empreendedorismo, do conhecimento. O projeto passou por uma fase piloto, que nasceu com uma meta de capacitar mil mulheres até o fim de 2019 e dobrou a meta em apenas dois meses, com fila de espera nos cursos”, destaca Wilson Poit, superintendente do Sebrae-SP.

A metodologia será desenvolvida em parceria com as ONGs locais, que já desenvolvem trabalho com o público alvo, como forma de respeito e fortalecimento das atividades por estas instituições, possibilitando um processo de apoio e continuidade importantes para criação de uma nova cultura – valor ao empreendedorismo feminino.

A empreendedora Ana Amaral, participante de uma turma na região do Campo Limpo, aprovou a iniciativa. “Agora estou me sentindo amparada, com um suporte até emocional, porque a gente se lança no mercado com os nossos produtos, mas sem muita experiência, sem bagagem. E quando você se depara com um curso desse, fica mais preparada para enfrentar o mercado”, destaca. Para Talita Resende, a oportunidade do curso traz benefícios que vão além da vocação empresarial. “Achei incrível, assim que eu soube já corri para me inscrever porque eu sei que vai melhorar meus negócios. Estou me realizando como pessoa e me descobrindo como empresária”, afirma.

This post will expire on Thursday March 19th, 2020 – 6:44pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.