Casal alega ter direitos sobre “Eu amo Campos do Jordão” e manda empresário remover letreiro

Como você se sentiria se soubesse que para utilizar uma expressão que declara seu amor por um lugar, tivesse que ter uma autorização e respeitar condições impostas por alguém? Pois é exatamente isso que pode ocorrer com Campos do Jordão, se os planos do casal Josuel e Dadiva, proprietários do perfil Eu Amo Campos do Jordão no instagram, se concretizarem.

Segundo o casal, é deles o direito da marca, que segundo os mesmo lhes foi concedido pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual).

O caso veio a tona ontem (12), quando o empresário Fernando Soares, proprietário da Estação Campos, galeria de lojas contêiner localizada em Vila Jaguaribe, tornou pública uma notificação extrajudicial do casal para que fosse retirado o letreiro com a inscrição Eu Amo Campos do Jordão localizado em seu empreendimento.

Em um pronunciamento, o casal diz que de fato solicitaram a remoção do letreiro, mas que não se importariam se a marca fosse usada, desde que respeitada a orientação visual determinada por eles. O casal diz ainda que conversou com muita gente, alegam ter falado com Secretários de Turismo, Planejamento, Prefeito Municipal e até com o governador João Doria Jr.

Questionado pelo Guiacampos.com, o Secretário de Turismo de Campos do Jordão, André Barbêdo, disse: “Há aproximadamente 1 ano tive uma conversa com o pessoal do perfil do instagram Eu amo Campos do Jordão, quando expliquei esta questão e mencionei ainda a condição para instalação do letreiro. Acho pessoalmente a ideia super bacana, mas precisamos entender que o perfil do instagram, embora faça um belo trabalho de divulgação da cidade, tem uma finalidade comercial“. André não confirmou nenhuma autorização, nem mesmo reconhece como oficial o letreiro em questão. “No mesmo bate-papo com o casal falei também da importância de um direcionamento de branding e que estavamos para contratar um Place Branding que poderia orientar a instalação deste letreiro, que poderia OU NÃO ser o mesmo nome do perfil” completou o Secretário.

Em entrevista ao portal Guiacampos.com, o empresário Fernando Soares, alegou que de fato o casal entrou em contato, disse que recebeu uma proposta e uma minuta do contrato, mas que não lhe interessou, e por utilizar somente a frase que expressas seu amor pela cidade natal, e não o layout da marca, acha absurdo a restrição de uso.

Uma consulta realizada no site do INPI – Instituto Nacional de Propriedade Intelectual na tarde do dia 12, apontava a marca como “Aguardando Exame de Mérito”

Campos do Jordão tem Lei Cidade Limpa

Paralelamente a toda essa questão, vale lembra que vigora em Campos do Jordão legislação especifica sobre a paisagem urbana do município. A lei regula utilização de outdoors, placas, letreiros ou totens para divulgação, seja ela comercial, institucional ou pública.


Nota do Editor

Me parece um absurdo e um ato de oportunismo, alguém que declara amor por uma cidade querer obter royaltes de outras pessoas que querem declarar esse mesmo amor, pessoas inclusive que nasceram, vivem e sobrevivem da cidade em questão. Seria compreensível se o empresário estivesse a utilizar o logotipo do perfil Eu Amo Campos do Jordão, mas não é o caso, o letreiro objeto do embrolho é totalmente diferente do logotipo e expressa tão somente o sentimento de pessoas pelo lugar que nasceram, vivem ou estejam visitando.

Reconheço o belo trabalho de marketing do casal e igualmente a necessidade de lucro para sobrevivência dos negócios, entretanto mais legitimo que isso, é para mim, o direito de expressar em palavras o sentimento pela cidade de Campos do Jordão, essa que é fotografada, seguida, comentada e acima de tudo amada por bem mais do que os cerca de 5o mil seguidores do perfil Eu amo Campos do Jordão.

This post will expire on Monday August 24th, 2020 – 12:29pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Redação do portal Guiacampos.com - Campos do Jordão na Internet