Concerto apresentará clássicos do cinema em Campos do Jordão

A programação do 50º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão irá trazer em seu último dia, o concerto “A Orquestra no Cinema”, pela Orquestra Sinfônica de Piracicaba, em apresentação no domingo (28), na Praça do Capivari, às 13h30. O repertório traz as trilhas sonoras dos filmes “2001 – Uma Odisseia no Espaço”, “Guerra nas Estrelas”, “Laranja Mecânica” e “Morte em Veneza”. A regência é do maestro paulistano William Coelho.

 

Das quatro peças do repertório, duas são do cineasta americano Stanley Kubrick: “No Belo Danúbio Azul”, valsa de Johann Strauss Jr. estreada em 1867 pela Filarmônica de Viena, considerada hino não oficial da Áustria e que integra a trilha sonora de “2001 – Uma Odisseia no Espaço”, de 1968; e a Abertura da ópera “La Gazza Ladra”, composta em 1817 pelo italiano Gioachino Rossini, e que fez parte do filme “Laranja Mecânica”, de 1971.

 

O programa conta também com o adagietto da “5a. Sinfonia”, composição do austríaco Gustav Mahler que o diretor de cinema Luchino Visconti incluiu no filme “Morte em Veneza”, em 1971. Para o encerramento, a OSP interpreta a “Suíte Sinfônica de Guerra nas Estrelas”, do filme “Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança”, de George Lucas. A obra rendeu ao compositor norte-americano John Williams o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original, em 1978.

 

Segundo o regente titular e diretor artístico da OSP, o maestro Jamil Maluf, o programa vem para transportar o público para o universo da sétima arte. A escolha do tema surgiu após a OSP ter formalizado o convite, pelo violonista Fabio Zanon, coordenador artístico-pedagógico do festival. “Como a 50ª edição concentrou as ações nos eixos Clássico e Popular-Sinfônico, a opção foi por levar novamente à Praça do Capivari um repertório capaz de cativar o público. São músicas-temas de filmes consagrados e de expressividade nos circuitos do cinema mundial”, diz Jamil Maluf.

 

Nas três participações anteriores do conjunto sinfônico em Campos do Jordão, o repertório também foi pensado nas características de concertos ao ar livre. No ano passado, a OSP levou obras de Mozart e Dvořák, com o tenor Jean William como solista. Em 2017, no retorno ao festival, foram executadas peças de Bizet (suítes 1 e 2 da ópera Carmen), Humperdinck (Abertura da ópera João e Maria) e Smetana (O Moldávia). Em 2016, data da primeira apresentação, o convidado foi o bandolinista Fábio Peron, com quatro músicas de sua autoria, além de Danças Sinfônicas, de Grieg.

 

REGÊNCIA – Com apenas 36 anos, William Coelho, maestro convidado para a regência do programa, é regente titular do Conjunto de Música Antiga da USP (Universidade de São Paulo) e do Madrigal Anhum, além de maestro preparador do Coro da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Ele é professor de Canto Coral no Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), de Regência Coral na pós-graduação da Faculdade Paulista de Artes e Regência Orquestral na Academia de Regência da Osesp. Como violista atua no sexteto Clio de música antiga e no quarteto Pau-Brasil. É autor do Guia Didático para Cordas do Projeto Guri.

 

A OSP – Considerado o conjunto de música clássica com maior tempo em atividade no país, com 119 anos de trajetória artística, a Orquestra Sinfônica de Piracicaba se manteve, ao longo das décadas, de concertos esporádicos, fruto do empenho de entusiastas da música clássica, muitos ligados à Esalq, a tradicional escola de agronomia da USP.

 

Em 2015, passou por amplo projeto de reestruturação, com concertos mensais gratuitos em Piracicaba e a participação de solistas e maestros reconhecidos no Brasil e no exterior. A OSP criou ainda ações pedagógicos, voltadas aos alunos da rede municipal de ensino, por meio dos projetos Música nas Escolas, Pequena Grande Orquestra e ABC do Dó, Ré, Mi.

 

As atividades são desenvolvidas com recursos da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) e Secretaria de Educação. Além disso, há o patrocínio da Caterpillar, Comgás, Hyundai e Oji Papéis Especiais, o copatrocínio do Grupo Pizzinatto e o apoio da Candura, via Lei de Incentivo à Cultura, do Governo Federal, e ProAC (Programa de Ação Cultural), do Governo do Estado de São Paulo.

 

SERVIÇO – Espetáculo “A Orquestra no Cinema”, com a Orquestra Sinfônica de Piracicaba. Domingo (28), às 13h30, no 50º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão (Praça São Benedito, Vila Capivari). Informações: www.sinfonicadepiracicaba.org.br.

This post will expire on Monday July 29th, 2019 – 1:14am.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários