Festival de Inverno de Campos do Jordão começa sábado

Festival chega a sua 49ª edição neste ano

De 30 de junho a 29 de julho, o maior festival de música clássica da América Latina, o Festival de Inverno de Campos do Jordão, oferece uma extensa programação de concertos para todos os gostos e plateias. Grandes obras do repertório sinfônico e camerístico, recitais solo e música coral estão entre as atrações imperdíveis desse evento, que já é um clássico das férias de inverno.

Serão cerca de 90 apresentações – a maioria gratuita –, que acontecem tanto no principal palco, Campos do Jordão (Auditório Claudio Santoro, Praça do Capivari, Capela do Palácio e Igreja de Santa Terezinha), quanto da capital paulista (Sala São Paulo e Sala do Coro), reunindo prestigiados artistas nacionais e internacionais, entre solistas convidados, grupos de câmara em diversas formações, e orquestras de São Paulo e de outros estados.

Abertura será com a OSESP – Orquestra Sinfônica do estado de São Paulo sob regência de Marin Alsop

Marin Alsop irá reger a OSESP na abertura do Festival de Inverno de Campos do Jordão.
Marin Alsop por Natalia Kikuchi

A abertura oficial do Festival de Inverno de Campos do Jordão acontece no dia 30/06, às 20h30, no Auditório Claudio Santoro, com um concerto da Osesp sob a regência de sua diretora musical e regente titular Marin Alsop. Já no dia 07/07 (Auditório Claudio Santoro), a Osesp, regida mais uma vez por Marin Alsop, se apresenta com a participação dos bolsistas mais bem classificados dessa edição.

No final do mês a Osesp faz mais dois concertos especiais, nos dias 26/07 (qui, 20h30, Sala São Paulo) e 27/07 (sex, 20h30, Auditório Claudio Santoro), sob a batuta do britânico Alexander Shelley (regente associado da Royal Philharmonic Orchestra de Londres), com os violinistas Emmanuele Baldini e Davi Graton como solistas.

 

Orquestra do Festival de Inverno de Campos do Jordão

A Orquestra do Festival faz dois programas: o primeiro (13/07, Sala São Paulo; 14/07, Auditório Claudio
Santoro) comandado pela britânica Sian Edwards, chefe do curso de regência da Royal Academy de
Londres (que esteve no Festival em 2015), com o pianista Arnaldo Cohen, que comemora seu aniversário
de 70 anos, como solista. O segundo (28/07, Auditório Claudio Santoro; 29/07, Sala São Paulo), sob a batuta
do português Pedro Neves, regente titular da Orquestra Clássica de Espinho e maestro convidado da
Orquestra Gulbenkian (que esteve à frente da Osesp em 2017).

 

Camerata do Festival

A Camerata do Festival se apresenta em dois programas: o primeiro com supervisão de Sian Edwards, tem à frente os bolsistas de regência (14/07, Praça do Capivari). O segundo tem regência de Lavard Skou Larsen (professor de violino na Academia de Música Mozarteum, Salzburg; regente do Deutsche Kammerakademie Neuss am Rhein e do Georgisches Kammerorchester Ingolstad), e a participação de quatro dos mais renomados instrumentistas de sopro da atualidade – Washington Barella (oboé), Mark van de Wiel (clarinete), Katy Woolley (trompa) e Afonso Venturieri (fagote) –, todos professores dessa edição do Festival (21/07, Auditório Claudio Santoro; 22/07, Sala São Paulo).

 

Grupo de Música Antiga do Festival de Inverno de Campos do Jordão

Sob a direção de Luís Otávio Santos (violinista, diretor artístico do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora; fundador e coordenador do Núcleo de Música Antiga da EMESP), o grupo faz dois concertos (21/07, Sala São Paulo; 22/07, 16h30, Auditório Claudio Santoro), com a participação do Coro Acadêmico da Osesp (regência: Marcos Thadeu).

 

Orquestras em Destaque

A programação sinfônica do Festival de Inverno de Campos do Jordão recebe diversas orquestras de outros estados. De Goiás, a Filarmônica de Goiás, com dois concertos (06/07, Auditório Claudio Santoro; 07/07, Sala São Paulo), tendo como solista o violinista Luíz Filíp, e a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás, também com dois concertos (07/07, Praça do Capivari; e 08/07, Sala São Paulo). Do Rio Grande do Sul, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (20/07, Sala São Paulo) e a Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul (21/07, Praça do Capivari). E de Belém do Pará, a Orquestra Jovem Vale Música, com dois concertos (07/07, Praça do Capivari; e 08/07, Sala São Paulo).

Participam ainda várias orquestras paulistas, entre elas, a Orquestra Sinfônica da USP (com três concertos, um deles sob a batuta dos bolsistas de regência), a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, a Orquestra Jazz Sinfônica, a Orquestra Municipal de Campinas (com dois concertos) e a Orquestra Sinfônica de Santo André (que comemora 30 anos de fundação).

 

Música de Câmara e Recitais

Arnaldo Cohen que se apresenta na programação do Festival de Inverno de Campos do Jordão
Arnaldo Cohen – Foto Bella Cardim

A programação de câmara tem grande espaço nessa edição, e traz como grande destaque o concerto especial Cohen & Convidados (17/07, Sala São Paulo), que reúne o pianista Arnaldo Cohen, celebrando seus 70 anos com os músicos Emmanuele Baldini (violino/ Osesp), Winston Ramalho (violino/ Orquestra de Câmara de Curitiba), Cármelo de los Santos (violino/ Universidade do Novo México), Peter Pas (viola/Osesp), Santiago Sabino Carvalho (violoncelo/ Orquestra Filarmônica de Londres), Horácio Schaefer (viola/ Osesp) e Fabio Presgrave (violoncelo/UFRN).
Outras atrações são o Quarteto Osesp, o Quinteto Zephyros, a Camerata Antiqua de Curitiba, o Trio Kagurazaka e um duo com Winstom Ramalho (violino) e Cristian Budu (piano). A música coral está representada pelo Coro da Osesp e os Coros Infantil e Juvenil da Osesp. Já violonistas Ignacio Rodes (Espanha) e Paulo Martelli (Brasil) se apresentam em recitais solo.

Destaque também para a esperada programação de concertos de câmara gratuitos, com grupos formados por professores e bolsistas do Festival, sempre às 19h, na Sala do Coro (Sala São Paulo).

O 49º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão é uma realização da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Fundação Osesp, a Prefeitura de Campos do Jordão e a iniciativa privada, contando com o patrocínio da Rede; copatrocínio da Sabesp e Comgás; apoio da Localiza e Fritz Dobert; e promoção da Folha de S.Paulo. A direção executiva é de Marcelo Lopes; a direção artística é de Arthur Nestrovski; a coordenação artístico-pedagógica é de Fábio Zanon; e a consultoria artística é de Marin Alsop.

“O Festival de Campos de Jordão, em sua 49ª edição, se consolida como o maior festival de música clássica da América Latina. Mais do que isso, oferece também a possibilidade de intercâmbio de conhecimento entre os alunos de vários estados e países, bem como a oportunidade de aprendizado com os maiores nomes da música erudita contemporânea”. Romildo Campello, Secretário de Cultura do Estado.

Veja a programação completa

This post will expire on Saturday June 30th, 2018 – 6:20pm.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.