Crônica: E ai, “sextou”?

Hoje é sábado, mas vale contar a história de sexta. Eu fui em Vila Capivari, centro turístico de Campos do Jordão, buscar umas coisas para o hotel. Passei em três lugares… conheci duas pessoas diferentes e um coletivo. No primeiro cheguei era um rapaz bem jovem, super atarefado e de pouca conversa. Quando ele foi me atender eu já puxei conversa e falei algo engraçado pra ele por um sorriso no rosto, e foi o que aconteceu.

Aí eu perguntei pra ele o porque dessa cara de bravo, a semana estava no fim. O rapaz me respondeu: Sr Carlos, aqui a semana não acaba e não termina, são apenas dias. Isso foi como se viesse uma sombra pra cima de mim. Aí eu perguntei o porque, e o rapaz me respondeu: “trabalha, trabalha, trabalha… a pressão não tem fim, o serviço nunca se acaba, mas é a vida né, preciso ir embora daqui e fazer outra coisa”.

No segundo lugar uma senhora me atendeu, tentando fazer o melhor com simpatia ensaiada, agradecia por tudo e aí eu perguntei se estava bem, ela olhou com um expressão meio triste e falou: “nessa época do ano tudo é corrido, não dá tempo pra nada… mas estou quase me aposentando e vou embora”, num lapso de felicidade muito breve que destoava de tudo.

Aí passei por um pessoal, todos atendentes tentando se entender entre eles, num ambiente bem desorganizado que indicava um dia muito difícil de trabalho. Todos diziam pra correr e entre eles faziam planos de abandonar o turismo almejando um negócio próprio, um home office, outro contanto sobre a transição do trabalho dando exemplos de como fazer algo além daquilo.

Uma pergunta que fiz para todos: nossa cidade é bonita, não é perfeita mas temos condições que poucos outros lugares tem. Se orgulha de ser jordanense e viver aqui?

A resposta foi unânime em vários formatos, mas todos diziam: Viver? Não dá tempo pra nada, não tem muito o que fazer! Vou viver mais quando conseguir mais tempo.

O turismo de Campos não está no entretenimento, está nas pessoas.

 

Carlos Miranda
Profissional da Hotelaria há mais de 20 anos e um observador de Campos do Jordão. 

.

Clientes que levarem pacote de fralda pagam só meia-entrada nos cinemas do Vale Sul

Campos do Jordão terá 1ª edição da Araucária Fest em homenagem à árvore símbolo da região