Coronel Joaquim Tavares Libânio: Méritos na Aviação e no Tênis de Mesa

Momentos de Glória do Nosso Esporte

Coronel Joaquim Tavares Libânio - Foto Arquivo da família
Coronel Joaquim Tavares Libânio – Foto Arquivo da família

Diz um velho ditado: “Povo sem memória é um povo sem história”.

O contexto dessa frase, sem dúvida tem sido dito pelos professores em salas de aulas aos alunos, alertando-os de que a falta de incentivo e de interesse, pela história do nosso País, do nosso Estado, de nossa Cidade, demonstrados por muitos, fazem com que percamos a referência por aqueles que um dia fizeram a grandeza de nossa terra, grandes exemplos para a geração futura.

Gente como aquele que foi um grande amigo meu, o Coronel Joaquim Tavares Libânio, que veio para Campos do Jordão em 1941.

Em um dia do ano de 1993, cuja memória não me permite mais precisá-lo, que vivi uma das maiores emoções de minha vida como colunista esportivo iniciante, quando a convite do Coronel Joaquim Tavares Libânio, fui a sua residência localizada à Rua Victor Godinho, em Vila Capivari onde passamos alguns momentos conversando com esse que é um grande jordanense de coração.

Coronel da Aeronáutica e Esportista Emérito, Joaquim Tavares Libânio na ocasião fez questão de me falar um pouco de sua vida, cujo relato sucintamente abaixo transcrevo.

Natural de Ouro Fino – MG, nascido em 29 de outubro de 1905, veio para Campos do Jordão em 1941,

Entre uma conversa e outra disse-me ele que uma de suas maiores emoções de sua vida quase centenária, fora o fato de ter sido condecorado pelo Exmo. Senhor Presidente da Republica com a Ordem do Mérito Aeronáutico e promovido a Coronel em Reconhecimento aos grandes serviços prestados à Aeronáutica Brasileira.

Iniciou sua carreira militar em 1923, no Realengo, na Escola Militar, formando-se em 1929.

Participou da Revolução de 1930 e é considerado um dos pioneiros da Aviação Brasileira, destacando-se no CAN – Correio Aéreo Nacional.

Voou 2.500 horas cortando o país de dimensões continentais, de ponta a ponta, mas não só na aviação ele se destacou e conquistou seus méritos na brilhante carreira militar.

Entre nos, a partir dos 42 anos, começou a ministrar aulas de tênis de mesa, tanto no Tênis Clube, como no Campos do Jordão Futebol Clube.

Libânio foi Campeão Paulista de Tênis de Mesa e colecionador de importantes livros estrangeiros que regem a matéria, dentre os quais o “Table-Tennis”, de Eric Hyde (1949), “Top Notch Table Tennis”, de Emily M. Fuller (1948) e “Table Tennis” de Jay Purves (1942).

Em 1992, no dia 22 de novembro, foi homenageado por alguns esportistas jordanenses com uma raquete autografada pelos renomados esportistas Ernesto N. Kohiyama, Marcos Lessin, Benedito Passos, Gilberto I. Kosawa, Sylvio Yoshihiro, Iriya (Silvô), entregue durante um torneio em nossa cidade em sua homenagem.

Na oportunidade dessa descontraída conversa com este colunista, apesar de sua avançada idade , com impressionante lucidez recordou com emoção suas façanhas, quer na aviação brasileira quer no Tênis de Mesa, onde sempre prezou pela técnica e disciplina.

Foram momentos emocionantes e agradáveis que passamos juntos.

O coronel Joaquim Tavares Libânio, não só pelas façanhas e pelo pioneirismo que o destacaram no cenário nacional da Aviação Civil e que mereceu o destaque maior e o reconhecimento da Nação Brasileira, mas em especial pela dedicação ao esporte e incentivo prestados à juventude jordanense, com certeza figurará para sempre nos anais da história dos Momentos de Glória do Nosso Esporte.

Matéria publicada por este colunista no Jornal Impacto Vale News anos atrás e que faz parte da Coletânea Momentos de Glória do Nosso Esporte – Atualidades e Memórias.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Leave a Comment