Opinião: Revitalização do “Prédio da Telefônica” e a importância do patrimônio arquitetônico da cidade

Em Campos do Jordão, temos um prédio verdadeiramente icônico, uma obra do renomado arquiteto Ruy Ohtake, amplamente reconhecido como um dos mais destacados profissionais da arquitetura no Brasil. Construído no ano de 1974, este edifício possui área de 700 metros quadrados e desempenhou um papel fundamental como a central telefônica da cidade.

No entanto, ao longo dos anos, o conhecido Prédio da Telefônica, esse marco arquitetônico, viu-se em um estado de deterioração alarmante. Tornou-se vítima de atos de vandalismo, frequentado por usuários de drogas e testemunhou a devastação gradual de sua estrutura. Era uma situação triste de se observar.

Uma luz no final do túnel!

Na semana passada, a prefeitura decidiu tomar medidas decisivas para reverter essa triste situação. Uma grande operação de limpeza foi realizada no prédio, revelando um cenário ainda mais desolador do que se poderia imaginar. Encontraram-se vestígios chocantes da presença de usuários de drogas, incluindo até mesmo fezes humanas no interior da edificação.

Para restaurar a integridade deste importante exemplar da arquitetura brutalista, que valoriza a exposição da verdade estrutural de uma construção, foram necessárias a remoção de ilhas internas vandalizadas e estruturas de suporte de vidro típicas desse estilo arquitetônico.

Importante ter atenção às características do projeto

Com certeza passar pela Praça Marcos Damas Caldeira e não sentir o odor de urina e ver o abandono é reconfortante para os moradores de Campos do Jordão. A limpeza foi sem dúvidas uma atitude importante da Prefeitura, mas um erro foi cometido.

Ao tentar encobrir as pichações presentes no prédio foi usada tinta sobre o concreto. Por se tratar de uma obra brutalista, deve privilegiar a verdade estrutural das edificações, de forma a nunca esconder os seus elementos estruturais. Isso, infelizmente, pode comprometer a integridade do estilo arquitetônico original. É nossa esperança que qualquer reforma futura mantenha fielmente a ideia concebida por um dos mais respeitados arquitetos do Brasil e do mundo, Ruy Ohtake. Tem conserto!

O futuro do prédio

Olhando para o futuro, tive a oportunidade de conversar com o prefeito em exercício, Carlos Eduardo Pereira da Silva, o Caê. Ele compartilhou os planos para este espaço revitalizado.

O prédio será transformado no Centro de Operações de Emergência (COE) da cidade, servindo como o epicentro para o monitoramento das câmeras de vigilância do município. Atualmente, o prédio está nas etapas finais de negociação para concessão à prefeitura, e um contrato de comodato deverá ser estabelecido.

Este é um importante passo em direção à revitalização deste prédio icônico, trazendo-lhe uma nova vida e preservando sua importância histórica e arquitetônica. 

Outros ícones existem na cidade

Não podemos deixar de reconhecer outros ícones da arquitetura em Campos do Jordão que merecem igualmente nossa atenção e preservação. Um exemplo notável é o Mercado Municipal, uma joia arquitetônica que também faz parte da rica história da cidade. A Capela de São Paulo é outro exemplo, localizada junto ao Palácio Boa Vista a Capela é um projeto do Premiado Paulo Mandes da Rocha,

Assim como o prédio projetado por Ruy Ohtake, o tanto o Mercado Municipal, quanto a Capela de São Paulo e outros ainda, possuem características arquitetônicas únicas. 

À medida que trabalhamos para revitalizar e preservar esses marcos arquitetônicos, estamos garantindo que as gerações futuras possam apreciar a beleza e a história que esses edifícios representam. Campos do Jordão possui um rico patrimônio arquitetônico que merece ser celebrado e protegido, garantindo que nossa cidade continue a ser um lugar especial e único para todos os seus residentes e visitantes.

Leia também: Envergonhada, família tradicional solicita mudança de nome de praça em Campos do Jordão

Preços nos supermercados do Vale e Serra da Mantiqueira caem pelo sexto mês consecutivo diz NUPES

Dois acidentes mobilizam equipes na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro