“Páscoa das Artes” irá transformar Campos do Jordão em palco criativo

A cidade no Alto da Mantiqueira será palco de diversas atividades lúdicas e interativas; Jardins, parques e bosques serão transformados em espaços de celebração.

Campos do Jordão se prepara para um renascimento cultural logo após o Carnaval, com o projeto “Páscoa das Artes: a oportunidade de recomeçar”. Idealizado por Rayssa Jacob, empresária do setor de turismo e eventos na cidade, a ação independente busca celebrar a diversidade artística e reconectar a comunidade com a cultura e o entretenimento.

Um Roteiro de Cores pelos Jardins e bosques na Páscoa em Campos do Jordão

De 23 de fevereiro a 07 de abril, a cidade será palco de diversas atividades lúdicas e interativas. Jardins, parques e bosques serão transformados em espaços de celebração, com destaque para uma exposição inédita de 150 ovos gigantes personalizados por artistas locais e estudantes de escolas públicas.

O público será convidado a participar de uma verdadeira “caça aos ovos” utilizando um mapa ilustrativo. Enigmas serão desvendados para descobrir o tão cobiçado “Ovo de Ouro”. Tudo isso acontecendo em meio aos encantos naturais e aos pontos turísticos da cidade mais alta do Brasil.

O Projeto que irá transformar a Páscoa em Campos do Jordão visa envolver toda a comunidade, desde crianças até empresários, artistas locais, turistas e amantes da natureza. A proposta é criar um marco como o principal evento de abertura da temporada de outono-inverno em Campos do Jordão, fortalecendo o turismo, resgatando o consumo de arte e cultura, impulsionando a economia criativa e atraindo um novo perfil de público para a cidade.

“Acredito que o entretenimento é o futuro de Campos do Jordão, e é dessa forma que vamos celebrar os 150 anos da nossa cidade: com muita arte, cultura e em grande estilo!”, comemora Rayssa, destacando a importância do evento.

 

PAT São José dos Campos tem mais de 500 vagas de emprego em diversas áreas nesta segunda-feira (22)

Após fortes chuvas, alerta de temporais é retirado em quase todo o estado de São Paulo, mas permanece em algumas regiões!