PF Investiga Possível Sonegação de Mansão em Campos do Jordão por Renato Cariani

Inquérito da Polícia Federal aponta para investigação sobre propriedade não declarada em declarações de Imposto de Renda

A Polícia Federal (PF) intensifica suas investigações em relação ao influenciador digital Renato Cariani, conhecido por seus conteúdos nas redes sociais, após recentes desdobramentos relacionados a atividades ilícitas. Além do processo que o tornou réu por tráfico de drogas, associação ao tráfico e lavagem de dinheiro, uma nova frente de investigação se abre, agora focada na possível sonegação de uma mansão em Campos do Jordão, cidade turística do interior de São Paulo.

O imóvel em questão está registrado em nome de terceiros, omitindo-se nos registros de declarações de Imposto de Renda atribuídas a Renato Cariani. Esta descoberta, embasada em informações contidas no inquérito policial, ressalta a necessidade de um “maior aprofundamento dos fatos” para esclarecer se o influenciador está ocultando patrimônio.

As investigações em torno de Cariani ganharam notoriedade após ele e quatro sócios na empresa de produtos químicos Anidrol se tornarem réus por atividades ligadas ao tráfico de drogas. Segundo denúncia do Ministério Público de São Paulo, o grupo teria realizado 60 transações dissimuladas de produtos químicos, supostamente destinados aquiprodução de até 15 toneladas de drogas prontas para consumo.

Diante desses desdobramentos, o cenário se torna cada vez mais complexo para Renato Cariani, que enfrenta não apenas acusações criminais, mas também a intensificação das investigações sobre sua situação patrimonial.

 

Pré-campanha exige atenção de candidatos e eleitores podem fiscalizar

Parque da Lagoinha se torna um refúgio de bem-estar com novas parcerias