Protótipo do eVolt, Carro Voador da Embraer inicia fase de teste ainda este ano em Taubaté

A Embraer está prestes a dar um grande salto no desenvolvimento de veículos voadores elétricos (eVtols) com a produção do primeiro protótipo de carro voador em sua unidade de Taubaté, confirmada pelo presidente da Embraer-X, Daniel Moczydlower, ao Portal G1.

O anúncio marca um passo significativo para a Eve Air Mobility, subsidiária da Embraer encarregada do projeto, que já acumula uma carteira de quase 3 mil pedidos para seus eVtols. Estes pedidos, que totalizam cerca de US$ 8.6 bilhões, têm previsão de começar a ser entregues a partir de 2026.

Os testes do protótipo não se limitarão apenas à unidade de Taubaté. Está previsto que também ocorram em Gavião Peixoto até o final de 2024. Segundo Moczydlower, esta etapa é crucial para iniciar o processo de certificação junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Atualmente, a Eve detém o maior e mais diversificado backlog da indústria de eVtols, com 29 clientes distribuídos em todo o mundo. No Brasil, dos 2.850 eVtols encomendados, destacam-se 100 unidades para a Avantto, 50 para a Helisul, 50 para a OHI (Revo), 40 para a FlyBIS, 25 para a Flapper e 70 para a Voar. Este avanço tecnológico promete revolucionar o transporte aéreo urbano e interurbano, representando um importante marco para a indústria brasileira e global da aviação.

 

Primeira edição do “Expresso 150” leva 50 jovens estudantes para conhecer o Horto Florestal

Consórcio empresarial promete “Parque dos Dinossauros” em Campos do Jordão