Rodeios em Campos do Jordão: Tradição cultural ou retrocesso? Projeto será votado pelos vereadores na segunda-feira (6)

Na próxima segunda-feira (6), será votado na Câmara Municipal de Campos do Jordão, o projeto de lei que regulamenta a realização de rodeios na cidade. Na prática, tal projeto pode vir a ser interpretado como uma autorização para realização desse tipo de evento, que havia sido corretamente abolido do calendário de eventos da estância desde o início dos anos 2000.

A iniciativa é um retrocesso sob várias a óticas, entre elas das mais diversas organizações protetoras dos animais, e se não bastasse, o trade turístico de Campos do Jordão também não enxerga com bons olhos.

Estudo aponta o rodeio na contramão do que se espera de Campos do Jordão 

Análises e estudos realizados para elaboração Place Branding de Campos do Jordão, mostram que o bem-estar, a natureza, o requinte e o acolhimento formam o “DNA da cidade”. Dessa forma, do ponto de vista do turismo, não há alinhamento com esta proposta de evento.

Segundo o presidente do COMTUR – Conselho Municipal de Turismo de Campos do Jordão, Sr. Sidney Isidro Marcandali da Silva Junior, “O trade turístico já se manifestou via COMTUR, dizendo que a referida atração não tem alinhamento ao place branding, nem ao projeto para Campos do Jordão, assim não deverá ter fomento do Turismo ou do Comtur. No entanto reconhecemos que é uma questão cultural e anseio da comunidade local e as autoridades devem ter a análise social e legal acerca da viabilidade.”

A comunidade realmente quer rodeio? Enquete mostra 80% dos votos contra esse tipo de evento em Campos do Jordão.

Não está claro que a realização de rodeios em Campos do Jordão, seja um anseio da comunidade local e visitantes. Enquete realizada pelo portal Guiacampos.com, num grupo de quase mil pessoas dos mais diversos aspectos sociais, classes econômicas e etnias, mas que têm em comum o interesse por Campos do Jordão, resultou em mais de 80% das pessoas que responderam a enquete, se manifestando contra a realização desse tipo de evento na cidade do Alto da Mantiqueira.

Culturalmente evento também não se justifica

Segundo estudiosos e historiadores de Campos do Jordão, na há registros de rodeio na história antiga do município. O que foi identificado eram pequenas “brincadeiras” que eram chamadas a época como “touradas” mas que, nem de longe, eram algo próximo a touradas tradicionais da Espanha e muito menos se assemelhavam a rodeios.

“A discussão em torno do rodeio levanta uma questão que precisamos entender melhor e agir. A população jordanense está ávida por atividades e eventos mais direcionados aos moradores, na prática, um evento como o rodeio em si não resolve.” disse uma fonte do Guiacampos.com ligada ao poder público. “Precisamos criar condições para proporcionar mais bem-estar à população, e isso passa, sem dúvida, por estimular ambientes e atividades de lazer.” conclui a fonte.

A ligação com o Cavalo em Campos do Jordão, essa sim é antiga e verdadeira. As cavalgadas, as provas de enduro, salto e os passeios, estão presentes na história e na cultura do município.

Vereadora protetora dos animais é contra: “Não tem que regulamentar rodeios, tem que extinguir rodeios”.

A Vereadora Lilian da Matta, que é relatora da Comissão de Saúde e Causa Animal, já se declarou contra a regulamentação. Para a vereadora não há motivos para regulamentação de rodeios, eles devem ser extintos. 

Segundo a vereadora um parecer foi elaborado e protocolado na Câmara Municipal . O parecer, traz informações que demonstram ser um erro o retorno do rodeio para Campos do Jordão,  trás também sugestões “sustentáveis” para eventos que atendam o anseio de entretenimento da comunidade. Sem dar chance para maus tratos ou exploração de animais.

—–

A regulamentação do rodeio e com isso gerar algo que possa ser interpretado como uma autorização para realizar esse tipo de evento em Campos do Jordão, soa muito mais como uma iniciativa política, do que algo feito no sentido de prover entretenimento de qualidade para a população de Campos do Jordão.

Apagões não podem virar o “novo normal”!

Prepare-se para um espetáculo inesquecível com Alceu Valença e sua turnê ‘Alceu Dispor’.