Rodovia Oswaldo Cruz totalmente liberada após uma semana de interdição; Confira as condições.

Após uma semana a Rodovia Oswaldo Cruz, ligação entre Taubaté e Ubatuba, foi finalmente desbloqueada na tarde da última quinta-feira (14). O trecho havia sido interditado desde o dia 7 de março, devido a uma série de deslizamentos de terra e quedas de árvores ocasionadas pelas intensas chuvas que assolaram a região no início do mês.

A via esteve parcialmente bloqueada em diferentes pontos durante esse período, com restrições específicas de acesso. Do quilômetro 42 ao 89, houve bloqueio total para não residentes, enquanto do quilômetro 42 ao 79, apenas moradores puderam transitar mediante operação comboio. Já do quilômetro 79 ao 89, a interdição foi total, sem exceções.

Mais de 200 trabalhadores estiveram envolvidos na operação de desobstrução da rodovia

Segundo informações do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), mais de 200 trabalhadores estiveram envolvidos na operação de desobstrução da rodovia. Além do DER, colaboraram com os esforços a Polícia Militar Rodoviária e a Defesa Civil.

Os serviços realizados foram abrangentes, incluindo a limpeza das pistas, remoção de barreiras e árvores, além da reconstrução de um trecho de acostamento que cedeu, especificamente no quilômetro 87. Como medida adicional de segurança, foram instaladas defensas metálicas nos quilômetros 71 e 82, visando proteger os veículos que trafegam pela área.

A interdição total da via se deu em decorrência de um temporal ocorrido em 6 de março, que resultou em danos significativos, como a queda de árvores, inundações de residências e a desarticulação de comunidades ao longo do litoral.

Com a completa reabertura da Rodovia Oswaldo Cruz, a normalidade retorna à região, proporcionando alívio aos moradores e garantindo a fluidez do tráfego para todos os usuários dessa importante via de ligação entre Taubaté e Ubatuba.

 

Congresso Estadual de Municípios chega ao seu último dia nesta sexta-feira (15) com presença do Governador Tarcísio de Freitas

Em 2 anos Brasil reduz em 13 milhões o número de pessoas passando fome, diz Instituto Fome Zero