Tendências matrimoniais no Brasil: Menos casamentos, mais divórcios

Impacto da Pandemia causam declínio nos casamentos e aumento de divórcios

Desde 2015, o número total de registros de casamento vem apresentando tendência de queda. A pandemia de Covid-19 intensificou esse declínio, levando a uma diminuição ainda mais expressiva em 2019 e 2020.

Entre 2020 e 2021, o número de casamentos aumentou, sugerindo uma recuperação após a pandemia. No entanto, os registros ainda não alcançaram a média pré-pandemia.

As idades dos cônjuges nos casamentos entre pessoas de sexos distintos aumentaram ao longo dos anos, refletindo uma tendência de adiamento da decisão pelo casamento.

Aumento dos Divórcios: Impacto da pandemia

A taxa geral de divórcios aumentou, indicando uma maior frequência de dissoluções matrimoniais. Esse aumento pode ser atribuído, em parte, aos desafios enfrentados pelos casais durante a pandemia.

Guarda Compartilhada em Ascensão

Houve um aumento significativo na proporção de divórcios com guarda compartilhada de filhos menores de idade, evidenciando uma mudança nas dinâmicas familiares. Em 2022, esse índice atingiu 38%.

Leia também: Guarda Compartilhada em ascensão: Mães com guarda exclusiva reduzem de 85% para 50% diz IBGE

 

Gård Nanocervejaria Artesanal: O sabor da natureza em cada gole

Luto no Mundo da Música: Faleceu João Vicenti, integrante do Nenhum de Nós