Turismo gastronômico alavanca economia na Serra da Mantiqueira

As chamadas experiências gastronômicas ganham cada vez mais espaço entre as montanhas. Novos estabelecimentos comemoram os investimentos na Mantiqueira. 

Viajar em busca de experiências gastronômicas tem atraído cada vez mais turistas à Serra da Mantiqueira. Na rota Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí, surgem novos estabelecimentos com as mais diferentes propostas no intuito de ganhar o paladar de quem não dispensa uma ‘boa comida’.

 

Pratos que ganham ingredientes regionais, clima agradável e vistas deslumbrantes: combinação perfeita para que a chamada gastronomia de montanha seja responsável pelo aquecimento da economia nos últimos anos. Segundo dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a gastronomia aliada ao turismo no Brasil movimenta cerca de R$ 250 milhões por ano.

 

A Serra da Mantiqueira tem contribuído em muito com o crescimento do turismo gastronômico. Prova disso é a conquista de Campos do Jordão na quinta edição do “Prêmio Top Destinos Turísticos” em junho passado, na categoria Gastronomia.

APOSTA NA SERRA – Para o empresário Danilo Magri, sócio-proprietário da Risoteria Villa Lobos, a Mantiqueira vem investindo em sua identidade e poder econômico há anos e começou a colher resultados sólidos com isso. “Acreditamos que a região esteja em um momento de crescimento constante e sustentável para investir”, ressalta.

A Risoteria Villa Lobos está entre os cases de sucesso na nova fase da gastronomia no Brasil, sobretudo na Mantiqueira. Com um restaurante bem estruturado há mais de uma década em São José dos Campos, no interior de São Paulo, a Risoteria ganhou uma nova unidade em junho do ano passado. “A cidade vem demonstrando um amadurecimento em sua forma de fazer negócios e receber o turista, tanto na alta temporada como na baixa e nossa gastronomia orna muito bem com o clima das montanhas. Risotos e vinhos!”, ressalta Magri, confirmando os motivos para comemorar.

PRIMAVERA NAS MONTANHAS – A flores dão um toque todo especial às cidades da Serra, inclusive nos pratos. Isso mesmo! Flores comestíveis ganham os cardápios com deliciosas receitas, despertando sabores e aromas com um lindo colorido. 

Segundo Magri, Campos do Jordão deixou de ser um destino apenas de inverno e hoje seus atrativos, assim com a rica gastronomia, podem ser apreciados durante todas as estações. “E a Primavera é um convite para uma deliciosa experiência gastronômica”, finaliza Magri

Começam as comemorações em homenagem a Santa Teresinha, padroeira de Campos do Jordão

Campos do Jordão e Taubaté registram as mais altas temperaturas de 2023