Homem é preso em Campos do Jordão suspeito de ser o estuprador conhecido por “Maníaco do Aplicativo”

"Maníaco do aplicativo" foi preso pela equipe do Dr Luiz Guilherme, Delegado Titular de Campos do Jordão. Foto: Policia Civil

Nesta terça-feira (25), a cidade de Campos do Jordão, foi abalada pela prisão de um motorista de aplicativo suspeito de estuprar uma jovem e tentar estuprar outra passageira. O homem ficou conhecido como “maníaco do aplicativo” após as autoridades investigarem o caso e encontrarem indícios de outros crimes cometidos por ele.

As informações são do Jornalista Claudio Borges que informa ainda que a prisão do indivíduo foi realizada após uma corajosa vítima, de apenas 19 anos, procurar o 1º Distrito Policial da cidade para denunciar o abuso sexual que havia sofrido. De acordo com o Delegado Titular de Campos do Jordão, Dr. Luis Geraldo Ferreira, responsável pelas investigações, câmeras de monitoramento captaram imagens do momento em que a jovem foi carregada e colocada à força dentro do veículo, onde teria ocorrido o abuso sexual. Através das análises dessas imagens, a equipe policial conseguiu identificar e localizar o suspeito.

Durante as práticas libidinosas, a vítima, já vulnerável diante da violência sofrida, não teve condições de se defender. O crime foi agravado pelo fato de a jovem se enquadrar na classificação de “estupro de vulnerável”, dada a sua idade e incapacidade de resistência efetiva ao ataque.

Além do primeiro caso denunciado, uma segunda vítima, uma jovem de 25 anos, também relatou ter sido alvo de tentativa de estupro por parte do motorista. Segundo o depoimento da segunda vítima, o suspeito tentou agarrá-la e passou a mão em seu corpo, porém, ela conseguiu escapar ilesa.

Ao ser detido, o motorista, de 31 anos, negou todas as acusações, mas as evidências obtidas pelas câmeras de monitoramento mostram claramente o suspeito arrastando a primeira vítima, reforçando a consistência das denúncias feitas pelas jovens.

A polícia acredita que possam existir mais vítimas na cidade e enfatiza a importância de que todas elas confiem no trabalho das autoridades e registrem ocorrência para que os criminosos sejam devidamente responsabilizados e retirados de circulação.

Após a prisão, o veículo do suspeito foi submetido a uma vistoria minuciosa, e o celular do acusado foi apreendido para análise da perícia, buscando reunir mais informações relevantes para o caso.

O suspeito teve sua prisão temporária decretada pela Justiça e foi encaminhado à cadeia da JK, em Taubaté. Caso seja condenado pelos crimes, ele pode enfrentar pena de até 30 anos de detenção.

Programa Bolsa-Atleta está com inscrições abertas em Campos do Jordão

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros de SP promovem treinamentos gratuitos em São Bento do Sapucaí