Pindamonhangaba institui Plano Diretor de Tecnologia e Cidade Inteligente

A Prefeitura de Pindamonhangaba estabeleceu um Plano Diretor de Tecnologia e Cidade Inteligente para os próximos quatro anos. O objetivo é fazer com que a cidade continue evoluindo como Smart City, característica que tem lhe conferido reconhecimento nacional e internacional pelas certificações recebidas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), dentre as quais as três últimas se referem aos indicadores para Cidades Inteligentes e Resilientes, de acordo com as normas ABNT NBR ISO 37122, ABNT NBR ISO 37123 e ABNT NBR ISO 37120.

O início do Plano Diretor foi estabelecido em um encontro realizado dia 22 de dezembro na Secretaria de Tecnologia, Inovação e Projetos da Prefeitura.

O secretário da pasta, Danilo Velloso, disse que o plano traz diretrizes e prevê a implantação de novas tecnologias em todas as áreas da cidade, além da criação de um ambiente propício à inovação. De acordo com ele, o planejamento também prevê a criação de uma lei que garantirá a continuidade do projeto mesmo após o fim da gestão atual. A lei obrigará as próximas gestões a manterem e ampliarem as ações previstas no plano”.

O prefeito Dr. Isael Domingues afirmou que o plano diretor de Pindamonhangaba é um exemplo de como as cidades brasileiras estão se preparando para o futuro. Para ele, “com o avanço da tecnologia, as cidades inteligentes se tornarão cada vez mais comuns. Queremos também garantia de que o projeto de Pindamonhangaba como Cidade inteligente seja um legado para as futuras gerações. Estamos investindo em tecnologia para melhorar a qualidade de vida da população e tornar Pindamonhangaba uma cidade mais tecnológica, moderna, inteligente, sustentável, humana e resiliente”, projetou o prefeito.

Dr. Isael frisou que Pindamonhangaba tem investido em tecnologia e inovação, se tornando uma das principais Smart Cities do país, certificada pelas ISOs e atestada pelas maiores organizações no Brasil e do mundo por suas iniciativas. “Dentro dessas ações de trabalho com foco na melhoria da qualidade dos serviços prestados ao cidadão, temos números pujantes em relação a algumas as ações desde que implantamos processos de tecnologia e inovação, como cerca de R$ 180 milhões de economia em quatro anos, 10% de crescimento médio em 2023, US$ 1.7 bilhão de exportação, dentre outros avanços”.

“Encontramos formas de realizar uma cidade com inteligência, com resultados concretos, medidos por números, agora é necessário perpetuar, os produtos resultantes não são de uma gestão, mas da cidade e devemos evoluir”, acrescentou Danilo Velloso.

Dentre os serviços de destaque estão o uso de tecnologias educacionais para melhorar o ensino e aprendizagem, emprego de tecnologias para melhorar o atendimento e a prevenção de doenças na área da saúde, implantação de câmeras de monitoramento, reconhecimento facial e inteligência artificial, além do uso de tecnologias para melhorar a eficiência e transparência da gestão pública.

Fiscalização rigorosa apreende motos barulhentas

Espetáculo de Luzes do Parque da Cerejeira de Campos do Jordão segue até 6 de janeiro