Academia de Letras de Campos do Jordão manifesta apoio ao Museu Casa da Xilogravura em carta aberta

Mesa diretora da Academia de Letras de Campos do Jordão

Nesta quarta-feira (7), a Academia de Letras de Campos do Jordão tornou público seu posicionamento em relação ao Museu Casa da Xilogravura, em meio a uma fase crucial para o futuro da instituição. A carta de apoio emitida pela academia ressalta a importância cultural, artística, pedagógica e cidadã do museu, não apenas para a cidade de Campos do Jordão, mas também para o Brasil e para a humanidade.

Em sessão, o Professor Antônio Fernando Costela apresentou aos acadêmicos a situação delicada enfrentada pelo Museu Casa da Xilogravura

A decisão de expressar solidariedade ao museu vem após uma sessão realizada no último sábado (27), na qual o Professor Antônio Fernando Costela trouxe à atenção dos acadêmicos a delicada situação enfrentada pelo Museu Casa da Xilogravura. O museu encontra-se em um momento de incerteza em relação ao seu destino, após a Universidade de São Paulo (USP) recusar a doação do acervo e do imóvel por parte do seu fundador.

“A Academia de Letras de Campos do Jordão considera o Museu Casa da Xilogravura um relevante patrimônio cultural, artístico, pedagógico e de cidadania não só de Campos do Jordão, onde está sediado, mas do Brasil e da Humanidade”, afirmou a presidente Adriana Maria Russo Moysés Harger, que assina a carta aberta de apoio ao museu.

Adriana Maria Russo Moysés Harger – Presidente da Academia de Letras de Campos do Jordão

A Xilogravura, técnica de gravura em relevo amplamente difundida no Brasil, encontra no Museu Casa da Xilogravura um espaço fundamental para sua preservação e divulgação. A instituição abriga um acervo valioso, representativo da história e da técnica dessa arte, além de promover atividades educativas e culturais que contribuem para o enriquecimento da comunidade local e nacional.

Diante desse contexto, a manifestação de apoio por parte da Academia de Letras de Campos do Jordão destaca a importância de proteger e valorizar espaços como o Museu Casa da Xilogravura, que desempenham um papel fundamental na preservação e na promoção da cultura brasileira.

A carta de apoio divulgada hoje representa não apenas um gesto de solidariedade, mas também um chamado à mobilização da sociedade em prol da preservação desse patrimônio cultural tão significativo.

 

 

Carnaval em Família: Matinê do Fundo Social de Solidariedade agita Campos do Jordão!

Cinco dicas para um Carnaval mais consciente