BMX de Campos do Jordão compete em Cosmópolis pela 3a. Etapa do Campeonato Paulista

Cosmópolis conta com uma pista excelente, o circuito é um dos mais longos do Campeonato o que exige o máximo dos pilotos.

Após a excelente performance da Equipe de Campos do Jordão na 2a. Etapa do Campeonato Paulista de BMX, que aconteceu 15 dias atrás em Jarinu, chegou a vez dos nossos pilotos seguirem rumo a Cosmopolis – SP para a mais um desafio.

 

A 3a. Etapa do Campeonato acontece neste domingo (31) em Cosmópolis interior de São Paulo. A cidade conta com uma pista excelente e o circuito é um dos mais longos do Campeonato, o que exige o máximo dos pilotos.

 

Campos do Jordão estará muito bem representado por onze pilotos distribuídos em dez categorias diferentes, todos com reais chances de pódio! São eles:

 

– José Alberto Pereira – 40/44 expert

– Heitor Geovanne – 7/8 novatos

– Rafael dos Santos Oliveira – 35/39 Cruiser

– Eliandro Aguiar – 40 +

– Jhonny Nunes da Silva novatos – 17/39

– Roger William das Chagas pereira – mtb open

– Carlos Henrique – 17/24

– Thiago Salgado de Toledo – 30/34

– Rafael Ap. Borges Lourenco – 30/34 expert

– Gustavo Mesquita – elite men

– Marcos Vinicius – mtb open

 

BMX em Campos do Jordão

 

Foi em 1984 que Campos do Jordão entrou na história do BMX, a Equipe BMX Monark inaugurava na cidade, aquela que seria uma das primeiras pista de Bicicross do Brasil, com a presença de renomados pilotos pioneiros do Bicicross nacional.

 

Surgiam então as primeiras equipes jordanenses exclusivas de BMX como a Bike Gangs e a SP 50 e posteriormente, já em 1992 a Equipe de Bicicross de Campos do Jordão filiada ao Caçapava Bicicross Clube, e em 1995 o Campos do Jordão Bike Clube. Saiba mais da história do BMX de Campos do Jordão.

 

Para a prova de Cosmópolis, a equipe conta com apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Campos do Jordão, que fornecerá transporte para os pilotos até o local da prova.

Veja o que abre e o que fecha em Campos do Jordão neste feriado

Universidade em Campos do Jordão desenvolve pesquisas com farinha de pinhão