Saiba quem foi Edemar Cid Ferreira, morto neste sábado aos 80 anos

No último sábado, 13 de janeiro, faleceu aos 80 anos Edemar Cid Ferreira, fundador do Banco Santos e ex-banqueiro que protagonizou manchetes nas últimas décadas. Conhecido por sua riqueza e coleção de arte, sua vida tomou rumos dramáticos após a falência do banco em 2005.

Após a intervenção do Banco Central em 2004 e a subsequente liquidação do Banco Santos, Edemar Cid Ferreira enfrentou acusações de crimes financeiros, lavagem de dinheiro e associação criminosa. A falência foi decretada em 2005, acompanhada do bloqueio dos bens do ex-banqueiro e de outros ex-diretores.

Como foi a vida Pós-Falência do banqueiro

Despejado de sua mansão no Morumbi em 2011, Cid Ferreira passou a viver de forma modesta em um apartamento alugado. Seus bens foram leiloados, e a antiga mansão, um projeto arquitetônico de Ruy Ohtake, foi adquirida por Janguiê Diniz em 2020.

Prisões e Reviravoltas Jurídicas

O ex-controlador do Banco Santos enfrentou duas prisões, a mais longa em 2006 e durou 3 meses em que o Banqueiro ficou no presídio de segurança máxima de Tremembé. Em 2015 a Justiça Federal anulou a fase de interrogatórios. A sentença pela gestão fraudulenta também foi anulada. Em 2020 sua mansão foi leiloada em por uma fração do valor inicial.

Apaixonado colecionador de Artes

Além de sua atuação no mundo financeiro, Edemar Cid Ferreira era reconhecido por sua extensa coleção de arte. Obras de renomados artistas, como Tarsila do Amaral e Jean-Michel Basquiat, foram leiloadas para contribuir com a massa falida do Banco Santos.

Após os escândalos financeiros, Cid Ferreira buscou manter sua coleção intacta, argumentando contra o desmembramento em leilões. Até outubro de 2020, os recursos arrecadados com a venda das obras ultrapassavam os R$ 151 milhões.

A morte de Edemar Cid Ferreira marca o fim de uma era, deixando um legado complexo que envolveu sucesso empresarial, escândalos financeiros e uma paixão duradoura pelas artes.

Previsão de mau tempo adia Feira de Empreendedorismo Sustentável; Degustação de Burrata e Açaí estão mantidas!

Ciclovias e duplicações criam novos rumos para a mobilidade em São José dos Campos