Sans Souci: “um pedacinho do céu em Campos do Jordão”

Conheça o lugar que é o paraíso dos casais apaixonados.

Nada mais aconchegante que aquecer o friozinho característico de Campos do Jordão ao lado de alguém especial. Existe na estância um lugar que é um convite ao romantismo, o ambiente perfeito para celebrar o amor. Assim é o Sans Souci, a cafeteria dos casais apaixonados!

“Entrar aqui é como pisar em um pedacinho do céu”, define o proprietário, Lélio Gomes. Mas o encantamento já começa do lado de fora. Além de imponente, o prédio no estilo europeu chama a atenção não apenas pela sua arquitetura. Os plátanos vestidos com malhas nos troncos e as bicicletas com enfeites coloridos no jardim transformam a fachada em ponto turístico.

De tão belo, o Sans Souci é hoje um ícone na paisagem urbana de Campos do Jordão. Impossível passar despercebido. Não por acaso é um dos cenários mais fotografados da estância, junto com o Boulevard Geneve, outro empreendimento pioneiro, também criado por Lélio Gomes e que se transformou no mais visitado ponto turístico de Campos do Jordão.

Muito mais que uma cafeteria, um espaço “sem preocupações”

O Sans Souci surgiu com a proposta de tornar momentos a dois inesquecíveis, livres de qualquer preocupação. Este sempre foi o desejo de Lélio Gomes e de sua esposa, Paula Padovan. No início, o prédio abrigava apenas a Maison Geneve, tradicional grife de malhas que o empresário fundou nos anos 70. Ele percebeu que os maridos ficavam impacientes enquanto as esposas faziam compras e isso o incomodava. 

Durante uma viagem a Milão, o casal viu uma loja integrada a um bistrô, que serviu de inspiração. De volta ao Brasil, eles montaram a cafeteria dividindo espaço com as roupas de tricô. A intenção era acalmar os maridos oferecendo um cardápio exclusivo, além de jornais e revistas para passar o tempo. A ideia deu tão certo que a loja saiu de cena e o café tornou-se protagonista. Hoje, as mesas são integradas a uma livraria, o que torna o Sans Souci também uma referência cultural aos amantes da literatura.

O menu conta com 12 tipos de bebidas quentes e iced drinks feitos com café. No setor de confeitaria existem 18 opções de delícias, com destaque para o crumble de maçã. Já entre os salgados, o croissant de peito de peru é um dos mais pedidos. As receitas são preparadas por uma chef patissier portuguesa com especialização na Alemanha, um dos segredos do sucesso.

A delicadeza da decoração

A música dá as boas-vindas a quem chega no Sans Souci, só que a trilha sonora também pode ser ao vivo! Há um piano onde frequentadores estão livres para exibirem seus talentos tocando peças clássicas ou populares.  Até um dos garçons costuma enantar os clientes ao piano. Mas é a decoração exclusiva que torna o ambiente ainda mais acolhedor. 

Com extrema sensibilidade, Paula Padovan está sempre criando arranjos graciosos e originais. Na entrada, um túnel de luzes e corações faz a recepção. Nas mesas existem arcos e pergolados floridos repletos de borboletas. Chama especialmente a atenção dos clientes os pés das mesas e cadeiras vestidos com meias e polainas de lã.

 Paula Padovan cuida pessoalmente da apresentação do lugar, incluindo as peças de cerâmica produzidas por Eleonora, artista plástica filha do casal, que expõe verdadeiras obras de arte em um ambiente especial da casa. O propósito de Paula é sempre garantir aos visitantes uma experiência surpreendente.

“Cadeados do Amor”, a versão jordanense da Pont des Arts

Existe no Sans Souci um verdadeiro santuário para os casais apaixonados. Inspirados na Pont des Arts,de Paris, Lélio e Paula Gomes criaram um espaço que se transformou em palco para inúmeras histórias de amor.

A tradição começou na Grécia, no início do século passado, quando dois jovens namorados foram separados pela Primeira Guerra Mundial. A moça, então, resolveu pendurar um cadeado na ponte como símbolo de amor eterno. O gesto passou a ser repetido por outras mulheres em vários países europeus, incluindo a França.

Assim como na ponte sobre o rio Sena, milhares de cadeados com juras de amor estão presos na cerca do jardim do Sans Souci. Pessoas anônimas e também famosas, como o jornalista César Tralli e sua esposa Ticiane Pinheiro, já deixaram no local o símbolo da sua união. É mais uma particularidade que transforma o Sans Souci em um lugar inesquecível!

 

Sans Souci Pâtisserie.

Av. Januário Miráglia, 3.260 – Jaguaribe

Aberto de segunda a quinta-feira, das 10h às 18h30.

Sexta-feira a domingo, das 10h às 19h30.

(12) 3663-3922

 

 

PAT Campos do Jordão anuncia 25 vagas de emprego em Campos do Jordão

Final se semana terá shows de Zélia Duncan & Paulinho Moska e Renato Teixeira & Yassir Chediak em Campos do Jordão