Conheça o vinho premiado da Mantiqueira que conquistou a Austrália

Após receber uma medalha de ouro no Decanter World Wine Award, a maior premiação do mundo do vinho, a Vinícola Ferreira, localizada na Serra da Mantiqueira, está internacionalizando sua operação em novo continente

Encontrar vinho Made In Brasil nos menus de restaurantes estrangeiros não é uma tarefa fácil. Apesar de os rótulos brasileiros estarem cada vez mais presentes em premiações internacionais, quando se trata de exportação, o Brasil ainda fica bem atrás de outros países Latino-americanos como Chile e Argentina.

Mas, embora tenha concorrentes vizinhos “peso-pesados” – a argentina Catena Zapata, de Mendoza, por exemplo, foi eleita a melhor vinícola do mundo em 2023, pelo ranking World’s Best Vineyards – os vinhos premium brasileiros estão, aos poucos, vencendo a resistência no mercado internacional.

Localizada na Serra da Mantiqueira, a três horas de carro da capital paulista, a Vinícola Ferreira é uma das marcas de vinho nacional que está internacionalizando sua operação.

Após meses de negociação, a vinícola começou a exportar seus vinhos 100% paulistas para a Austrália no mês de março.

“Inserir um rótulo brasileiro no mercado internacional não é simples. Estamos muito felizes em introduzir o vinho paulista na taça australiana”, diz Dormovil Ferreira, fundador da vinícola que leva seu sobrenome.

O primeiro estabelecimento a receber os vinhos da Vinícola Ferreira no novo continente será o restaurante Navala, casa com gastronomia brasileira localizada em Queensland, no Nordeste da Austrália.

Especializado em carnes nobres, o Navala já possui em sua carta de vinhos diversos exemplares argentinos e chilenos. No entanto, os vinhos da vinícola de São Paulo serão as primeiras garrafas brasileiras a serem servidas no local.

“Os vinhos da América do Sul despertam sensações e sabores únicos”, diz Daniel Fujimoto, gerente do Navala. “Nós trazemos vinhos locais para elevar a experiência sensorial dos nossos clientes.”.

Fundada em 2010, a Vinícola Ferreira nasceu como hobby do empresário paulista da tecnologia Dormovil Ferreira. Hoje em dia, a vinícola possui 100 hectares de terras no coração da Serra da Mantiqueira, na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, a cerca de 1700 metros de altitude.

Por lá, são produzidas uma média anual de 30 toneladas de uvas de 15 cepas diferentes, com destaque para os tipos Cabernet Sauvignon, Sauvignon Blanc, cabernet Franc, Pinot Noir, Merlot e Syrah. Desde 2019, a vinícola já produziu mais de 60 mil garrafas e venceu 26 medalhas de ouro, prata e bronze em concursos internacionais.

Entre os exemplares que serão exportados para a Austrália, estão, claro, rótulos premiados. O Piquant Soléil safra 2022, vinho 100% Syrah, recebeu, no ano passado, medalha de ouro no Decanter World Wine Award de Londres, uma espécie de “Oscar” dos vinhos. Já o São Bernardo Safra 2020, um blend de seis uvas distintas, levou prata no mesmo concurso.

“Esperamos que a Austrália seja apenas o primeiro país a receber os nossos vinhos”, diz Ferreira, que finaliza: “A resistência com vinhos brasileiros é um desafio, mas nosso trunfo é a qualidade”.

Programação de aplicativos é tema de curso gratuito promovido pelo hub de inovação e tecnologia

Voluntários da “melhor idade” se unem ao projeto “Campos do Jordão 150 anos +15”