Largadas para morrer! Platanus de Campos do Jordão seguem abandonados

Quase 10 meses após a denuncia do Guiacampos.com quanto as arvores que margeiam a principal avenida da cidade, os tão queridos platanus, arvores que são também um símbolo de Campos do Jordão, seguem largadas para morrer.

Tomadas por pragas, a exemplo da erva de passarinho, as árvores necessitam de poda e limpeza.

Segundo o Biólogo Vinicius Camargo Penteado, a erva-de-passarinho retira da árvore a água e os sais minerais que seriam usados na sobrevivência da planta, com o tempo levando a morte. Esteticamente também é prejudicial, já que tira a característica, deformando a arvore.

Preferencialmente a poda deve ocorrer no Período de dormência (sem folhas e antes de iniciar brotação) das árvores. Geralmente maio, junho e até metade de julho.

Quanto tempo para morrer?

Não é possível dizer exatamente quanto tempo uma árvore contaminada pela erva demora a morrer. O tempo de vida da árvore, após a contaminação, depende de sua espécie, da qualidade do solo e de seu nível de “estresse”, que está ligado ao local onde esteja fixada e ao nível de poluição do ar no lugar onde vive.

 

This post will expire on Tuesday May 18th, 2021 – 3:47pm.

Fundador do Guiacampos.com, apaixonado por Campos do Jordão.

Campos do Jordão prorroga fase de transição com horário estendido para comércio e serviços

Confira 4 dicas para uma viagem responsável e segura com a reabertura do turismo