Polícia pede prisão temporária de jogador do Taubaté

De acordo com o boletim de ocorrência, Carlinhos, recentemente contratado pelo Taubaté, fugiu do local após o crime e permanece foragido.

Foto reprodução redes sociais.

A Polícia Civil solicitou a prisão temporária de Carlos Guilherme Santos de Oliveira, também conhecido como Carlinhos, jogador de futebol investigado pelo assassinato do namorado de sua ex-companheira. O crime ocorreu no último domingo (3) em Jandira, na Grande São Paulo.

Foto: Reprodução redes sociais

De acordo com o boletim de ocorrência, Carlinhos, recentemente contratado pelo Taubaté que também jogou no Pouso Alegre, fugiu do local após o crime e permanece foragido. O crime ocorreu por volta das 6h em uma residência na rua Prudenciano Alves Lima, no bairro Infant’s Garden. A vítima fatal, identificada como Deivid Wesley Serafim, de 28 anos, foi atacada e morta com golpes de martelo, enxada e faca, segundo relatos da ex-companheira.

A mulher, que se separou do jogador há duas semanas, informou à polícia que estava iniciando um novo relacionamento com Deivid, que foi tragicamente assassinado durante o ataque ocorrido no domingo. Carlinhos encontra-se atualmente em paradeiro desconhecido, e as autoridades estão empenhadas em localizá-lo para dar continuidade às investigações do caso.

Tap da Longevidade: Sapateado e história no palco do Teatro Municipal de São José dos Campos

Projeto Direito & Cidadania: Universitários do Vale criam podcast sobre direitos humanos